This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Prontuário Eletrônico do Paciente: 3 ajudas da tecnologia

By 2 de fevereiro de 2017 Voz da Marca

O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), uma das primeiras implantações do Hospital Digital, está cada vez mais presente nas instituições de saúde de pequeno, médio e grande portes. Usado para substituir o papel, permite que todos os dados e informações dos pacientes fiquem armazenados em um só lugar, protegidos por senha e criptografia, para que apenas pessoas autorizadas tenham acesso.

“Para que a ferramenta surta os efeitos esperados, é preciso conscientizar a equipe de seus benefícios, com suporte técnico e treinamento adequados. Feito isso, o PEP é capaz de engajar toda a equipe, promovendo uma mudança digital completa e funcional”, diz Marcelo Lúcio da Silva, diretor executivo da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (Sbis). Veja, a seguir, três reflexos da implantação do PEP:

1) Informações disponíveis e integradas

Uma das principais vantagens do Prontuário Eletrônico do Paciente é a redução do arquivo em papel. Além de economizar espaço físico, o PEP permite mais facilidade de acesso às informações do paciente, podendo ser integrado, por exemplo, ao Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens Picture Archiving and Communication System, ou PACS). Dessa forma, o histórico de internações, os resultados de exames, as indicações médicas, as receitas de medicamentos e as consultas realizadas ficam armazenadas em um único local.

2) Agilidade para o médico e corpo clínico

Como o PEP é um dos primeiros sistemas a serem introduzidos no hospital rumo à era digital, é preciso uma mudança de postura e mentalidade de todos os profissionais de saúde. “No começo, pode haver resistência, até do médico, em usar as ferramentas tecnológicas. Mas, com o uso dos equipamentos digitais, como o Prontuário Eletrônico do Paciente, e seus benefícios imediatos, a resistência tende a diminuir”, explica Silva. De acordo com ele, o PEP garante ao médico maior agilidade de consulta e registro de informações, além de permitir um diagnóstico mais preciso e seguro, baseado em dados de inúmeros pacientes, e suporte à decisão clínica. Já o corpo clínico fica interconectado a todo o hospital, evitando erros por falha de comunicação.

3) Mais qualidade e segurança no atendimento

A inteligência clínica, ou seja, alertas e informações que suportam a decisão médica e do corpo clínico, promove um tratamento mais preciso e eficiente. É possível verificar por meio do Prontuário Eletrônico do Paciente, se o medicamento já foi aplicado, se é necessário realizar dupla checagem, se as doses administradas estão corretas e, até mesmo, se aquele remédio é destinado ao paciente. A integração entre as informações disponíveis na Checagem Beira-Leito e no PEP possibilita informações mais seguras para a realização de procedimentos, garantindo mais segurança e bem-estar do paciente.

Entenda como a solução de gestão hospitalar pode ajudar no gerenciamento da instituição de saúde. Baixe, gratuitamente, o ebook “O que muda no seu hospital com a implantação do ERP”

Benner

About Benner

Leave a Reply