This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

Já existe solução para trabalhar com mobilidade?

By 18 de março de 2016 Voz da Marca

A conectividade está cada vez mais presente na vida das pessoas. Um estudo sobre tendências mundiais, divulgado em 2015, revela números expressivos. Dos 7,2 bilhões de pessoas que habitam o planeta, 3,6 bilhões são usuários exclusivos de celulares e 1, 6 bilhão acessa a internet por algum dispositivo móvel.

Os números do Brasil

No país os números são igualmente importantes. Dos 204 milhões de brasileiros, 110 milhões (54%) usam a internet e 78 milhões acessam as redes sociais por celular. Além disso, a média nacional de acesso móvel contabiliza 3:47 horas. E como ainda há espaço para mais conexões, o crescimento é inevitável.

É por isso que a internet é considerada uma revolução. Ela está mudando inclusive a forma como os médicos trabalham.

A ética e a mobilidade combinam?

Diante desse cenário, é natural que empresas inovadoras apresentem soluções para um novo perfil de pessoas, inclusive as que atuam na área da saúde. Doutores dos Estados Unidos já usufruem de recursos completos e éticos, mas, no Brasil, a mobilidade segura está apenas começando. Por isso, é bastante comum que os médicos usem aplicativos como o WhatsApp para falar com pacientes e com colegas de trabalho.

O que muitos não sabem, é que as mensagens trocadas pelo aplicativo gratuito não estão 100% seguras. Especula-se  que as mensagens trocadas no WhatsApp não sejam criptografadas em totalidade. Alguns técnicos dizem que só os aparelhos Android fazem isso de forma adequada e sabe-se que a criptografia que dificulta a identificação dos registros das ligações realizadas ainda está em fase de implementação. Ou seja, não há controle sobre o que é oferecido no mercado e trocar informações de pacientes sem segurança fere a regra básica de privacidade.

 

As tendências para 2016

O processo de conexão não tem volta. Todos os dias, novos usuários entram nas redes, fazem cadastros e trocam seus aparelhos para ter acesso mais rápido à internet. Desconsiderar esse panorama é tapar uma revolução que se destaca por ser mais rápida que a industrial.

Logo, é preciso que hospitais, clínicas e laboratórios paramentem suas equipes com soluções que permitam que que o trabalho móvel seja realizado com segurança.  A produtividade aumenta e o mercado se adequa aos médicos recém-formados que estão completamente familiarizado com as novas tecnologias e detalhe: é possível fazer tudo isso sem ferir a ética.

Citrix

About Citrix

Leave a Reply