This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Como o analytics ajuda no tratamento individual dos pacientes?

By 18 de julho de 2016 Voz da Marca

Não é necessário muito para entender como o analytics ajuda a cuidar mais e melhor dos pacientes: uma ferramenta que integre informações de diversas fontes – como sistemas de gestão ERP, prontuário eletrônico do paciente e PACS (Picture Archiving and Communications System) – e que identifique padrões de saúde demográficos e específicos da pessoa fortalece a tomada de decisões dos médicos. É como ter uma biblioteca individualizada e acessível a cada consulta.

Essa profusão de dados está estimulando a evolução da Saúde, gerando novas abordagens, como saúde populacional e medicina de precisão. As novas tendências, porém, só terão resultado se puderem apoiar-se em informação de qualidade, o que se mostra um desafio frente à complexidade desses dados, usualmente divididos entre vários silos.

Para que sejam úteis, os dados precisam ser avaliados de forma muito mais acurada e criteriosa e devem estar completos, integrados e acessíveis por uma fonte exclusiva e confiável.

Dessa forma, o uso de analytics no cuidado à saúde passa por três etapas:

  1. Agregação de dados
  2. Analytics
  • Coordenação do atendimento
  • Estratificação de risco
  • Visualização
  1. Cuidado ao Paciente
  • Gestão do atendimento
  • Engajamento do Paciente
  • Registros

Quando olhados por uma perspectiva de pessoas, processos e tecnologia, chega-se ao seguinte cenário, necessário para se tirar proveito do conceito:

tabela texto oracle

Todo esse ambiente permite o que é conhecido como análises prescritivas, consideradas a fronteira final do processo de analytics na saúde. Trata da inserção de big data histórico, que sugere o processo de tratamento ou modelo de intervenção e abarca descobertas de padrões jamais imaginados. Apesar de aparentemente complexo, o modelo promete mais facilidade no atendimento, gestão, redução de custos e, o mais importante, melhoria de qualidade e assertividade no atendimento e segurança do paciente.Fonte: Oracle

Oracle Health Sciences

About Oracle Health Sciences

Leave a Reply