This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Quais são os atuais desafios da proteção de dados?

By 6 de abril de 2020 Você Informa

Este ano, o Dia Mundial do Backup – celebrado em 31 de março – foi diferente de todos os outros, em virtude da pandemia gerada pelo Covid-19. Muitas empresas adotaram a prática do home office para seus colaboradores e perceberam que estão enfrentando uma nova realidade em proteção de dados, assim como tendo que enfrentar desafios de TI que até pouco tempo atrás não existiam. Esta situação tem feito com que muitos gestores de TI repensem suas estratégias de backup e recuperação de dados para que consigam agir de maneira rápida e eficaz.

O gerenciamento e o backup de dados são críticos para as empresas, principalmente, quando se trata de transformação digital. É importante frisar a necessidade de que gerenciamento e backup de dados sejam levados em consideração desde o planejamento e realizados de forma contínua, ao invés de esperar uma situação extrema, como um ransomware ou disaster recovery, por exemplo. Para isso, os gestores de TI podem aproveitar recursos como validação de tarefas de backup e relatórios de prontidão, além de serviços como soluções SaaS para o Office 365, para endpoints como notebooks e desktops a fim de aliviar a carga de gerenciamento de dados no futuro.

A Commvault constatou junto a clientes que quase 70% apontam o ransomware como a principal ameaça aos dados de suas empresas. A grande razão está no fato de que eles representam ameaças ativas, capazes de causar danos na segurança de dados das empresas, ao passo que desastres naturais, embora imprevisíveis, não roubam senhas para obter acesso aos dados.

Para as ações de gerenciamento e backup de dados obterem êxito, é importante que cliente e fornecedor trabalhem em colaboração. Mas, de que forma isso deve ocorrer? Ao mesmo tempo em que as empresas de segurança da informação precisam investir em inovações que apoiam a evolução das estratégias de gerenciamento e proteção de dados visando recuperar, migrar e gerenciar cargas de trabalho na nuvem, os clientes devem informar quais são suas maiores preocupações em termos de proteção de dados para que as ações sejam coordenadas rumo a um objetivo comum.

O estudo da Commvault apontou ainda que quase 50% dos entrevistados acreditam que a nuvem deve ser um grande influenciador em suas estratégias de backup nos próximos 12 meses. É primordial, portanto, que as empresas passem a adotar estratégias de backup e disaster recovery baseadas na nuvem, não apenas com o objetivo de reduzir custos, mas também para ajudar a cumprir questões regulatórias do setor.

Uma vez que a nuvem representa o principal foco em gestão de dados, vale ressaltar que o mercado está sempre desenvolvendo novas maneiras de ajudar no gerenciamento e proteção de dados. Isso acarreta no surgimento contínuo de produtos e serviços inovadores, cuja função é, não apenas enfrentar esses desafios com confiança, como também transformá-los em oportunidades para melhorar os resultados dos negócios.

A pandemia do Covid-19 deve ser enfrentada por todos de maneira criativa, solidária e corajosa. Espero que essas iniciativas ajudem as empresas a concentrar a maior parte de sua energia no trabalho remoto e em outros problemas urgentes de TI que enfrentam ao lidar com os desafios decorrentes da atual crise. Como especialista em backup, recomendo dar um passo atrás para analisar a força e eficácia da sua atual estratégia de proteção de dados.

Sobre o autor

Bruno Lobo é LATAM General Manager da Commvault

Releases

About Release enviado por Bruno Lobo

Bruno Lobo é formado em Ciências da Computação pela UCP (Universidade Católica de Petrópolis – RJ) e com MBA em Negócios Internacionais pela FIA/USP, apresenta perfil de empreendedor da nova era de startups de software, e ocupa cargos de destaque na indústria de software há mais de 17 anos. Anteriormente à Commvault, foi country manager da VERITAS no Brasil e Gerente de Vendas Empresariais da divisão de DataProtection da EMC.