This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Mercado de equipamentos e suprimentos médicos cresceu 3,6%

By 6 de dezembro de 2019 Mercado, Você Informa

O mercado de equipamentos e suprimentos médico-hospitalares cresceu 3,6% no acumulado de janeiro a setembro de 2019 e deverá encerrar o ano com estimava de expansão de 3,9% e consumo aparente de U$ 11.690 milhões. Com esse resultado, o setor se manteve, pelo terceiro ano consecutivo, em uma curva ascendente de desempenho econômico.

De todos os segmentos que integram o setor de produtos para saúde – que inclui ainda os laboratórios de diagnóstico clínico e a área de órteses e próteses – o de equipamentos e suprimentos foi o que registrou maior crescimento, de acordo com dados apresentados ontem no Encontro Anual da ABIMED (Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde).

Segundo Fernando Silveira Filho, presidente-executivo da associação, o resultado foi impulsionado pelo aumento de 3,2% na produção doméstica e de 4,7% nas importações do setor, que totalizaram US$ 2,76 bilhões de janeiro a setembro. “Em 2019, ocorreram 15 processos de fusões e aquisições, com um aporte de recursos no setor da ordem de R$10,2 bilhões. Essa movimentação provocou aumento das importações de suprimentos para reposição de estoques (19% no período) e de equipamentos para aumentar a capacidade instalada (2,9% no período e 7,4% em 12 meses), o que reflete uma tendência das empresas de investir na melhoria e no crescimento dos negócios”, explicou Silveira Filho.

O mercado de trabalho no setor também foi impulsionado nos nove primeiros meses do ano, com a geração de 4.095 postos de trabalho –especialmente nos segmentos onde ocorreu maior aumento de importações: o comércio atacadista de instrumentos e materiais para uso médico e equipamentos odonto-médico-hospitalares e o comércio varejista de artigos médicos e ortopédicos. As exportações de produtos para a saúde das empresas associadas da ABIMED, por sua vez, totalizaram US$ 431 milhões, com recuo de 2,2% no período. O resultado foi de déficit de US$ 2,3 bilhões na balança comercial.

Perspectivas para 2020

Para o próximo ano, o setor deverá ter crescimento positivo, ao redor de 5% a 6% de acordo com Silveira. Aumento de beneficiários de planos privados com a retomada do emprego, informatização do SUS, – que torna mais eficiente a manutenção de equipamentos e a logística de distribuição de produtos, adoção de tecnologias 4.0 e de T.I e a continuidade do processo de fusões e aquisições com ampliação da rede de estabelecimentos de saúde são os principais fatores que, a seu ver, devem estimular o crescimento.

“Por outro lado, o setor deverá sofrer impactos do cenário político e econômico internacional: crise nos países da América Latina, acordos de comércio e seus efeitos sobre questões de convergência regulatória e proteção tarifária. A instabilidade no câmbio também poderá prejudicar as importações de produtos de alta tecnologia para a saúde. Mas no cômputo geral, a expectativa do setor é positiva”, afirmou o executivo.

Releases

About Release enviado por ABIMED

A ABIMED congrega 215 empresas de tecnologia avançada na área de equipamentos, produtos e suprimentos médico-hospitalares, que representam 65% do mercado. Criada em 1996, é sócia-fundadora do Instituto Coalizão Saúde, membro do Conselho Consultivo do Instituto Ética Saúde e foi a primeira entidade da área da Saúde a criar e implementar um Código de Conduta para as empresas. A associação coopera com a Anvisa e com órgãos públicos da Saúde, fomentando a implementação de políticas e regulamentações que proporcionem à população acesso rápido a novas tecnologias e a inovações, em um ambiente ético de negócios.

Leave a Reply