This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HIS19 Já conferiu os 40 primeiros palestrantes dessa edição? 🚀 Clique aqui

Cardiologistas publicam Nota Técnica sobre a utilização racional da tecnologia

By 11 de maio de 2016 Você Informa

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) publica em seu portal na internet uma Nota Técnica de apoio ao movimento médico mundial Choosing Wisely (Escolhendo com Sabedoria), que se propõe a racionalizar o uso da tecnologia em diagnósticos e tratamentos de saúde. A entidade avalia, contudo, que, considerando a grande diversidade de apresentações clínicas no dia a dia da atenção médica, torna-se necessário, em muitos casos, a individualização das condutas para o melhor resultado dos tratamentos.

Em relação ao tratamento da insuficiência coronariana, doença causada por variados graus de obstrução das artérias que irrigam o coração, e que representa a principal causa de óbitos no Brasil e no mundo, a SBC, baseada em evidências científicas e em suas diretrizes de orientação de condutas, reconhece o valor de três formas de tratamento: o clínico (medicamentos e adequações do estilo de vida), o cirúrgico (operações, como de pontes de safenas e mamárias) e o intervencionista (angioplastias com stents e/ou balões).

“A decisão quanto à melhor estratégia de tratamento da insuficiência coronariana, assim como de qualquer doença, deve se basear na minuciosa avaliação dos dados clínicos e exames complementares”, explica a nota publicada no portal da SBC, que detalha as seguintes recomendações:

– Não realizar, de rotina, intervenção coronária percutânea em indivíduos assintomáticos e com boa função ventricular esquerda. Nesta recomendação admite-se exceções à pacientes com obstruções graves em tronco de coronária esquerda (principal artéria do coração) e com obstruções em várias artérias concomitantemente, mesmo em pessoas assintomáticas mas seja evidenciada isquemia (falta de sangue) para o músculo cardíaco. Aqui também poderá ser considerada a possibilidade de tratamento cirúrgico, dependendo do caso. Reiteramos que quando bem indicados esses procedimentos não apenas melhoram a qualidade de vida mas podem também prevenir infartos do miocárdio e mortes.

– Não realizar abertura tardia de artéria relacionada ao infarto em pacientes assintomáticos. Contudo reiteramos que o tratamento para desobstrução das artérias coronárias, seja por medicamentos ou por intervenção percutânea, são essenciais e reduzem a mortalidade quando indicados dentro do período de tempo adequado, geralmente nas primeiras 12 horas do quadro clínico.

– Não realizar pesquisa não invasiva de doença coronariana obstrutiva (funcional ou angiotomografia) como exame pré-operatório de cirurgia não cardíaca em indivíduos assintomáticos e com capacidade funcional satisfatória.

– Não realizar escore de cálcio, um exame para medir a quantidade de placas de aterosclerose, seriado como acompanhamento da evolução de aterosclerose coronária subclínica.

– Não realizar ecocardiograma seriado para monitorização de disfunção valvar discreta.

A Nota Técnica da SBC encerra informando que novas recomendações consensuais deverão oportunamente ser anunciadas.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply