NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assine

Philips divulga sua abordagem ao negócio de tecnologia da saúde para a América Latina em 2017

Por 14 de fevereiro de 2017 TI e Inovação

Royal Philips revela sua abordagem estratégica na América Latina para 2017. Depois de seu primeiro ano como empresa com foco em tecnologia da saúde, durante o qual sofreu transformações substanciais, em 2017 a Philips continuará direcionando suas inovações, tecnologias e soluções de forma a exercer impacto sobre o Continuum de Saúde. Essa estratégia está sendo implementada na América Latina para que a região continue apresentando uma importante contribuição para o crescimento da empresa.

Uma das principais oportunidades vislumbradas pela empresa em 2017 é a maximização do uso da tecnologia como ponto de intersecção que contribua para a melhoria da saúde e do bem-estar dos consumidores, pacientes, médicos e prestadores de serviços de saúde. Em particular, uma maior apropriação, gestão e acesso aos dados clínicos das pessoas por meio da implementação de plataformas digitais e apps, tanto por parte dos prestadores de serviços de saúde como também por parte dos pacientes. Essa estratégia resultará em indivíduos mais comprometidos com sua saúde que irão gerir seu histórico clínico com mais facilidade, participando mais ativamente do processo de tomada de decisões clínicas por parte dos especialistas e dos prestadores de serviços de saúde.

“2016 foi um ano de transformação e um ano decisivo, uma vez que estamos vivendo um período de avanços digitais na América Latina, em que tendências como a adoção de tecnologias móveis e conectadas estão explodindo e em que se espera para 2020 que 70% das conexões sejam feitas a partir de smartphones “, disse Henk de Jong, CEO da Philips na América Latina. “Por essa razão, estamos integrando o cuidado da saúde por meio do Continuum de Saúde, a fim de acompanhar as pessoas em sua trajetória, partindo de uma vida saudável e da prevenção até o diagnóstico, tratamento e atendimentos em casa, por meio de cuidados conectados”, acrescentou.

Em 2016, em seu primeiro ano como empresa com foco em tecnologia da saúde, a Philips tomou iniciativas importantes, entre as quais se destacam:
• Tecnologias para hospitais e clínicas. No Brasil, o desenvolvimento da solução Tasy e seu lançamento obtiveram importantes avanços na melhoria das operações clínicas e hospitalares.
o Sua adoção permitiu que se obtivessem importantes avanços, principalmente no Brasil, em mais de 800 clínicas e hospitais que possuem a solução, e que está sendo expandido para a região em 2017.
Entre as realizações tangíveis encontram-se economias de custos de até 80% e melhorias no desempenho das operações de até 200%.

• Equipamentos médicos com tecnologia de ponta foram lançados em cinco países da América Latina. Dentre as inovações mais recentes em equipamentos de cardiologia, radiologia e oncologia, entre outros, destacam-se:
o Tomógrafo IQon: Reduz o ruído da imagem entre 60% e 80% em comparação com os escaneamentos convencionais.
o EchoNavigator: Permite realizar várias intervenções minimamente invasivas, em uma única sala, integrando o guia de imagens ao vivo e em 3D.
o Allura Clarity: Atinge uma redução de 75% da dose radiológica, mantendo uma ótima qualidade da imagem necessária para intervenções guiadas por imagem.

• Procurando eliminar a diferença de percepções entre prestadores de serviços e pacientes com relação ao cuidado da saúde em nível global. A Philips lançou o primeiro Índice de Futuro da Saúde para 13 países, incluindo o Brasil, que revelou as principais descobertas a seguir:
Apenas 25% dos profissionais de saúde no Brasil consideram que os pacientes têm acesso aos tratamentos necessários para suas condições médicas.

Apenas 34% dos pacientes brasileiros têm conhecimento sobre tecnologias conectadas para o cuidado da saúde.
Em 2017 a Philips pretende dar continuidade a esse esforço a fim de obter uma maior compreensão sobre a diferença entre pacientes, médicos e instituições com relação aos cuidados da saúde, além de colaborar com conhecimento para os setores público e privado e avançar nos cuidados da saúde.
• Conscientização de doenças crônicas. Comunicados sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e dos tratamentos adequados para doenças não transmissíveis no âmbito da cardiologia, oncologia e respiração, tais como:
• Distúrbios do sono com incidência elevada em países da América Latina (entre 27% e 40%) e que muitas vezes têm origem em doenças respiratórias. Os distúrbios do sono são considerados um problema de saúde pública por seu grande impacto em matéria de saúde, economia e produtividade. O desenvolvimento de soluções altamente eficazes para a gestão da apneia do sono e da oxigenoterapia, que são uma realidade na região.
• Doença pulmonar obstrutiva crônica que é subdiagnosticada (89% dos casos) na região. É fundamental um diagnóstico adequado para que seja adotado o curso do tratamento necessário, o qual pode ser acompanhado a partir do conforto do lar.
• Câncer de mama que apresenta uma alta taxa de mortalidade na região devido ao estágio avançado em que se encontram as pacientes no momento do diagnóstico. Com a detecção precoce, quando o tumor se encontra em sua fase inicial, a probabilidade de cura é de 95%, daí a importância de se contar com tecnologia que permita um diagnóstico exato na primeira vez e a administração de uma dose baixa de radiação.
• Atendimento durante uma parada cardiorrespiratória, com relação ao qual a Philips defende a instalação de desfibriladores em espaços públicos. Em 2016 promoveu-se a iniciativa na Argentina, no Brasil, na Colômbia, no México e no Panamá.

• Lançamentos de produtos para a saúde e o bem-estar pessoal. As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte na América Latina e várias delas podem ser evitadas abordando-se os comportamentos de risco, como por exemplo, uma dieta pouco saudável. A Philips reforça a importância de uma dieta equilibrada com os lançamentos da fritadeira a ar AirFryer, da panela de pressão Pressure Cooker e do liquidificador Duravita em cinco países da região. Esses eletrodomésticos promovem uma alimentação saudável com o consumo de frutas e verduras e incentiva as pessoas a prepararem refeições saudáveis em casa.

“Reforçamos nossa posição como pioneiros em tecnologia para a saúde e nosso objetivo é estar cada vez mais presente na vida das pessoas na América Latina. Vamos continuar inovando com soluções tanto para os consumidores nas residências, como para os pacientes e médicos nos hospitais”, disse Renato Garcia, diretor geral da área de Saúde da Philips no Brasil.

Portal Saúde Business

Sobre Portal Saúde Business

Deixe uma resposta