This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Pesquisa aponta que os consumidor de seguros de saúde procuram

By 7 de julho de 2016 TI e Inovação

As seguradoras de saúde vêm apresentado centenas de aplicativos de saúde nos últimos anos, muitos destinados a revolucionar a experiência de cuidados de saúde, mas uma pesquisa recente conclui que os consumidores têm preferência pelos aplicativos mais simples.

A pesquisa conduzida pelo braço de estratégia da PwC pediu para que cerca de 500 consumidores avaliassem 15 recursos tecnológicos que eles gostariam que a seguradora oferecesse. As quatro opções mais selecionadas foram as mais simples: Um estimador de custo, uma forma simples de acessar o histórico de saúde, instruções pós-cuidado e notificações de agendamento.

Os menos assinalados foram aqueles que exigem maior interação com os fornecedores, apontou o relatório. Além do mais os pacientes optaram por um portal central para gerenciar pagamentos para ambas as seguradoras e prestadores de serviços.

Enquanto isso, os consumidores classificaram ferramentas de rastrear atividades físicas como “não tão importante”, incluindo aquelas que estão conectadas com dados de dispositivos wearebles. Consulta on-line financiadas, ferramentas interativas para auto-diagnóstico e programas de gestão de saúde e bem-estar foram as cinco características menos desejadas.

Para os planos de saúde, o desafio consiste em desenvolver aplicativos que promovam o balanceamento de tecnologias que melhoram a qualidade, reduzindo o custo do sistema, aponta o relatório.

Características muito inovadoras podem ficar para trás quando falamos de outras ferramentas mais básicas. 94% da pesquisa resultou em preferência por utilitários que aumentem a transparência sobre os recursos mais clínicos, como telemedicina e até exame de sangue em casa.

Notavelmente, a privacidade não é uma consideração principal para a grande maioria dos consumidores. Cerca de 97 por cento dos consumidores entrevistados disseram que iriam compartilhar dados pessoais de saúde se isso melhorasse o atendimento.

Veja mais sobre a pesquisa.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply