This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Os prós e contras do prontuário eletrônico

By 23 de setembro de 2016 TI e Inovação
prontuário eletrônico

Existem diversos médicos que amam e outros que odeiam o prontuário eletrônico. Uma nova pesquisa mostrou alguns detalhes sobre o que os profissionais veem como prós e contras do uso do prontuário eletrônico.

Nem todos os médicos estão empolgados em trabalhar com o sistema de prontuário eletrônico, segundo o relatório feito pelo IDC. Entre 212 profissionais entrevistados, 58% se mostraram insatisfeitos, muito insatisfeitos ou neutros sobre o software de prontuário eletrônico.

A maior razão para esse resultado é a perda da produtividade. Entre os médicos insatisfeitos com o prontuário eletrônico, as maiores causas reportadas incluem:

  • O prontuário eletrônico demanda mais tempo de preenchimento (citado por 85% dos entrevistados);
  • A falta de tempo faz com que os médicos consigam atender menos pacientes (reportaram 66% dos profissionais);

Problemas específicos do software de prontuário eletrônico também foram reportados pelos médicos. As maiores reclamações foram:

  • Falta de usabilidade;
  • Interface mal desenvolvida;
  • Falta de acesso à tecnologia móvel;
  • Processos ineficientes;
  • Falta de treinamento;
  • Suporte inadequado.

Porém, nem tudo relacionado ao prontuário eletrônico é ruim. Dos entrevistados, 42% dos profissionais alegaram estar satisfeitos com o sistema. Alguns médicos apontaram aspectos positivos e benefícios, como:

  • Redução do número de relatório de pacientes perdidos (82% dos entrevistados);
  • A habilidade de acessar dados do paciente e outros documentos remotamente (75% de resposta);
  • Pagamentos de incentivo de programas federais para a adoção do sistema de prontuário eletrônico (reportado por 56% dos médicos).

Enquanto ainda existem diversos problemas para serem resolvidos, os profissionais ainda esperam ter mais benefícios ao usar o prontuário eletrônico. O objetivo principal de adotá-lo, segundo os respondentes:

  • Melhoria da conformidade regulatória (citado por 56% dos provedores);
  • Melhoria da qualidade de tratamento (43% dos entrevistados);
  • Maior eficiência e produtividade (30% dos profissionais);
  • Melhoria da comunicação e colaboração (reportado por 22% deles).

Uma descoberta importante do estudo: as organizações de saúde precisam fazer mais para ajudar os médicos e outros profissionais a usar o prontuário eletrônico de forma mais eficiente.

Isso inclui escolher sistemas que suportam as necessidades dos médicos, assim como oferecer treinamento e outras ferramentas que ajudam a quebrar a barreira da nova tecnologia e usar o software com mais facilidade.

Gostaríamos de aproveitar a discussão e convidá-lo para discutir com outros profissionais sobre as dificuldades e melhores práticas na saúde. O encontro acontecerá durante o HIS – Hospital Innovation Show.

Serviço:

Hospital Innovation Show

Datas: 27 e 28 de setembro

Local: São Paulo Expo

Rodovia dos Imigrantes, s/n – Vila Água Funda

Este artigo foi adaptado do site Health Care Business Tech

Camila Alves

About Camila Alves

Leave a Reply