This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

O papel da inovação nos cuidados de saúde

By 26 de setembro de 2017 Empreendedorismo, TI e Inovação

Nos últimos tempos, o setor de saúde vem experimentando uma explosão de inovações destinadas a melhorar a expectativa e a qualidade de vida. Ao passo que as organizações enfrentam desafios para melhorar o acesso, reduzir custos e aumentar a eficiência, mais uma vez a inovação se apresenta como o foco principal na promoção de mudanças significativas para toda a cadeia.

Dentro dessa dinâmica, qual a importância do empreendedorismo e da inovação para a saúde? Para a discussão dessa tema, conversei com Raphael Saueia Bueno, Sócio-Responsável pelo setor de Healthcare na everis Brasil.

Embora difícil de definir, a inovação é um dos caminhos para impactar a qualidade e o custo dos cuidados de saúde. Logo, a melhor maneira de fomentar a inovação é engajar todos os envolvidos. “A inovação e o empreendedorismo são muito importantes para o processo de transformação digital, um por sistematizar uma dinâmica e o outro por colaborar na tradução daquilo que é a cultura, ou seja, são processos que se complementam”, reitera Bueno.

Sobre como a tecnologia pode entregar mais valor para o setor, ele declara que um dos pontos que favorecem a ineficiência do sistema é a fragmentação do setor. Trazer elementos que incorporem essa cadeia é um ganha-ganha para toda área. O movimento é agregar com outras frentes, pessoas não nativas da saúde, trazer novos olhares, ofertas e discussões, isto significa trazer a cultura de inovação para os diferentes elos da cadeia.

O setor de saúde precisa evoluir na gestão e inovação para assim conseguir trazer a transformação digital – uma realidade que implica em olhar para além dos equipamentos, consiste em repensar novos modelos de negócios, tendo como centro a jornada do paciente. Para ele, é necessário que o setor de saúde se reinvente, se espelhe nos exemplos de outros setores para assim expandir suas fronteiras.

Para que essa expansão aconteça, ele afirma que é necessário instigar o diálogo entre os diferentes players e uma excelente oportunidade apontada por ele é através do HIS – Healthcare Innovation Show 2017. “ O setor de saúde precisa de mais espaços e momentos como os que são oferecidos pelo HIS, a everis se identifica muito com tudo que é proposto”, declara Bueno.

Acerca do ecossistema de negócios para empreendedores no Brasil, para ele é algo que vem crescendo, mesmo em um cenário de incertezas como estamos vivenciando em nossa política e economia, ele também se mostra otimista afirmando que o país conta uma mão de obra extremamente qualificada, com soluções eficientes e o que falta muitas vezes é conectar as startups com as necessidades das organizações de saúde. Por essa razão, ele destaca o prêmio Empreenda Saúde uma iniciativa da everis, por meio de sua Fundação, que tem como objetivo incentivar o empreendedorismo e reconhecer negócios com grande potencial para a área da saúde.

A respeito dos  principais gargalos do setor, ele ressalta a necessidade de melhorar o processamento de dados dentro do hospital, equacionar e racionalizar bem os insumos hospitalares e o último não menos importante, consiste em estabelecer parcerias com a rede de saúde seja local ou na esfera nacional. “A saúde suplementar já se deu conta que precisa criar mecanismos para conseguir equilibrar e racionalizar seus custos, adotar boas estratégias, investir na aplicação de eficiência operacional, além de criar modelos de compras mais efetivos”, finaliza Bueno.

 

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply