This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Genera realiza levantamento que revela o DNA de quem vive em São Paulo dos dias de hoje

By 28 de janeiro de 2020 TI e Inovação
DNA-genetica-genoma

Ibéricos são responsáveis por 30,8% da ancestralidade dos atuais moradores da capital paulista

Que São Paulo é uma das cidades do mundo que mais recebe turistas e novos moradores diariamente, isso não é novidade. Mas já parou para pensar que isso resulta na miscigenação de centenas de anos de culturas de qualquer população mundial? Com base nesse questionamento, a Genera , primeiro laboratório brasileiro que realiza testes de ancestralidade no país, realizou um levantamento do atual momento dos habitantes da “Terra da Garoa”.

O levantamento analisou 700 mil pontos do DNA de cada pessoa que fez o teste de ancestralidade e que reside na capital paulista e concluiu que, até o momento, o gene que mais predomina entre os moradores de São Paulo, com 30,8%, é o ibérico, representados por países como Espanha e Portugal. Na sequência as populações da Europa Ocidental (como Alemanha, França e países baixos) aparecem com 16,9% de predominância nas amostras colhidas. E os 10,8% do terceiro colocado fica por conta dos italianos que deixaram sua marca presente no desenvolvimento do DNA do brasileiro.

Com o grande fluxo migratório, o país foi abastecido por diversas culturas, tanto antes, quanto depois da independência do Brasil. Portugueses se destacaram no período pré-Primeira Guerra Mundial, com um fluxo de 76 mil imigrantes anuais. Já os espanhóis tiveram uma grande presença no Sul e Sudeste brasileiro. Entre 1800 e 1980, calcula-se que quase 1,8 milhão de portugueses entraram no Brasil, e que o número de espanhóis seja aproximadamente um terço disso.

Atualmente, São Paulo continua a receber imigrantes de toda a parte. De acordo com o IRI-USP, 3,2% da população paulistana é composta por imigrantes, e 32% dos imigrantes do Brasil estão em São Paulo. Sírios, haitianos, bolivianos, venezuelanos, angolanos e moçambicanos constam entre os que mais têm chegado à cidade atualmente. Além disso, alguns dos maiores centros hospitalares da cidade foram fundados por associações de imigrantes.

Para Ricardo di Lazzaro Filho, médico formado pela Faculdade de Medicina da USP e sócio fundador da Genera, a mistura do DNA do brasileiro é uma das características mais ricas do nosso povo. “O Brasil foi colonizado por diversos países por muitos anos, o que possibilita dizer que mesmo com toda essa pluralidade da nossa história, o Brasil é um povo singular, sem igual. O grande retrato disso encontramos diariamente nas ruas da cidade de São Paulo”.

A lista completa você confere abaixo ou pelo site da Genera.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.