This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

A odontologia digital não é moda, é mudança definitiva

By 17 de fevereiro de 2020 Destaques, TI e Inovação

Estamos acompanhando o mercado da odontologia mudar de forma rápida com a entrada de novas tecnologias na área clínica e laboratorial. E isso vem causando muita insegurança na maioria das pessoas.

Escrevo esse artigo com o objetivo de sanar as dúvidas mais frequentes dos meus colegas e também de todos aqueles que estão tentando entender melhor estas mudanças dentro e fora dos consultórios.

Afinal, esse é o melhor momento para entrar na odontologia digital?

Antes mesmo de pensar no nosso setor de atuação gosto de chamar a atenção para o que está acontecendo no mercado de forma geral. Você já parou para pensar que todos os setores da economia estão passando por um processo de disrupção gigante, que a maneira como nos comunicamos, relacionamos, compramos, estudamos e nos divertimos mudou de forma rápida e assustadora?

Vivemos a era da revolução das plataformas, empresas de tecnologia que reinventaram a maneira como o consumidor gasta seu tempo. Estamos conectados 24 horas por dia, 7 dias da semana e resolvemos todos os nossos problemas por esse dispositivo que está na palma das nossas mãos, o famoso smartphone.

Contamos nossa história pessoal no Instagram ou Facebook diariamente, andamos de motorista particular a um preço super acessível via Uber, temos a possibilidade de ter as férias de nossos sonhos em nossas “próprias” casas pelo Airbnb, compramos nossas roupas e diversos outro produtos na Amazon ou Mercado Livre. Além disso, nos alimentamos sem a necessidade de sair de casa com o IFood, fazemos compras de supermercado com o Rappi e nossos bancos agora são digitais.

Definitivamente, nós mudamos. Por que seria diferente na odontologia?

A resposta é curta e grossa: não vai ser e já não está sendo. A adoção da tecnologia no meio odonto já é realidade para alguns dentistas e laboratórios que decidiram ser pioneiros. Estes estão colhendo os frutos dos benefícios infinitos que as novas ferramentas estão trazendo de possibilidades para a solução de diversas dificuldades do dia a dia.

Vamos retomar aqui como funciona o ciclo de adoção a uma nova tecnologia:

1- Os inovadores são responsáveis por desenvolverem as novas tecnologias, são as mentes brilhantes que têm a capacidade de interpretar uma necessidade e converter em produto;

2- Os early adopters apostam nas loucuras dos inovadores e enxergam uma oportunidade de tirarem proveito das novas invenções, trazendo para si uma vantagem competitiva, mas cientes que serão cobaias e não se importam em pagar o preço por isso.

3- Os early majority perceberam que alguns poucos estão se destacando de forma rápida e resolvem copiar para não perder a oportunidade que está batendo na porta. Este grupo ainda consegue surfar na onda da diferenciação e no ganho que a nova tecnologia traz.

4 – Os late majority só criam coragem em adotar a tecnologia quando ela já está em declínio, uma vez que ou se adequam à nova realidade ou estarão fora do mercado em breve.

5 – Por último vêm os laggards, pessoas ou empresas que lutaram contra a mudança e estão desaparecendo do mercado pois foram atropelados pela grande maioria.

E você, em qual grupo se enquadra? O que pretende fazer para sair da zona de conforto e se diferenciar? Vivemos na era da evolução constante e diária, em que o desaprender para reaprender é regra de sobrevivência. Bobeou, dançou!

Desculpe aqueles que irão atirar pedras, mas não estou tirando isso da minha cabeça, é fato!

O telefone fixo, por exemplo, demorou praticamente 100 anos para penetrar em 90% do mercado americano. O automóvel 85 anos. A internet chegou nos 90% em 20 anos. Por sua vez, as mídias sociais já bateram os 70% em 5 anos. A velocidade de adoção está cada vez mais rápida.

Voltando à pergunta inicial: esse é o melhor momento para entrar na odontologia digital? A resposta é sim. A tecnologia vai impactar diretamente na:

1- Redução dos custos operacionais de consultórios e laboratórios;
2- Comunicação facilitada entre as partes;
3- Maior produtividade de ambas as partes pela padronização dos processos;
4- Maior alcance de marketing da empresa;
5- Melhoria da experiência do cliente.

Se assim como eu, você também tem a vontade de mudar, vamos nessa!

Sobre o autor

Luis Calicchio é dentista com mais de 15 anos de experiência. É CEO e fundador da UDlab, primeira plataforma que conecta os dentistas aos laboratórios de próteses.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.