This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Grupo Fleury divulga ONGs selecionadas para o Projeto Dom

By 22 de agosto de 2017 Educação

O Grupo Fleury anuncia a lista das 11 instituições classificadas pelo Projeto Dom, iniciativa voltada para a capacitação de ONGs da área da saúde na Bahia, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Distrito Federal e São Paulo. De 84 instituições inscritas, 11 foram selecionadas para treinamento em três eixos temáticos: Dom de Acolher, Dom de Transformar e Dom de Gerir. A capacitação acontecerá entre os dias 28 e 30 de agosto de 2017, na Universidade Corporativa do Grupo Fleury.

As organizações foram avaliadas por uma comissão julgadora de acordo com os seguintes critérios: indicação clara de apoios, parcerias e de mobilização comunitária que evidenciem o impacto e relevância da organização na comunidade atendida; inovação em processos e práticas de gestão que indiquem o pioneirismo e diferenciação do trabalho da organização na comunidade em que está inserida; impacto direto do trabalho da organização na comunidade e abrangência.

Cada instituição selecionada pode enviar até dois representantes para o programa de formação. Com material didático individualizado, os participantes desenvolverão um projeto prático, com base no conteúdo trabalhado durante o Projeto Dom, que será acompanhado por especialistas do Grupo Fleury. As três organizações que apresentarem os melhores projetos receberão um prêmio em dinheiro com valor total de R$ 80 mil. O primeiro lugar receberá R$ 40.000,00; o segundo R$ 25.000,00; e o terceiro lugar R$ 15.000,00.

Conheça as instituições selecionadas:

 São Paulo

  • Associação Viva e Deixe Viver: uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) sem fins lucrativos e não governamental. Foi criada em agosto de 1997 e é formada por voluntários que prestam serviço voluntário gratuitamente. Em sua maioria atuam como contadores de histórias e está presente em hospitais de São Paulo e de outros estados e cidades do País.

 

  • Viver e Sorrir – Grupo de Apoio ao Prematuro: associação de caráter assistencial, beneficente filantrópico, sem quaisquer fins lucrativos. A ONG nasceu justamente para atender bebês prematuros de risco e suas famílias que precisam de assistência especializada e apoio social.

 

  • CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas ‘Dr. João Amorim’: entidade sem fins lucrativos, com duração por prazo indeterminado e regida por estatuto próprio, legislação pertinente e sem qualquer vinculação política ou religiosa. A ONG atua com contratos de gestão e convênios visando à saúde da família com ênfase na mulher, na criança, no idoso e na pessoa com deficiência.

 

  • Associação da Medula Óssea do Estado de São Paulo: uma Oscip sem fins lucrativos, formada por profissionais da área da saúde, voluntários e cuidadores. Ainda, a instituição conta com apoio técnico da Santa Casa de São Paulo para realizar o cadastro de doadores de medula óssea.

 

  • Instituto Sorrir para a Vida: uma Oscip, que visa proporcionar assistência clínica-odontológica a pacientes com Câncer e com Necessidades Especiais. Além disso, o Instituto auxilia familiares, cuidadores e pacientes em todos os aspectos necessários para a manutenção e melhoria de sua qualidade de vida.

 

Rio de Janeiro

  • Associação Laço Rosa pela Cura do Câncer de Mama: entidade, também conhecida como Fundação Laço Rosa, é uma organização sem fins lucrativos que divulga a causa do câncer de mama e trabalha na articulação de políticas públicas para o enfrentamento da doença. A associação nasceu no ano de 2011, pelas mãos de Aline Lopes e suas irmãs: Marcelle e Andréa. Em 2007, Aline descobriu um câncer de mama na sua gestação e iniciou uma luta contra a doença, passando por uma mastectomia radical e uma sessão de quimioterapia.

 

Rio Grande do Sul

  • Associação Canoense de Deficientes Físicos: a associação é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, de utilidade pública municipal, estadual e federal. A ONG realiza ações que desenvolvam as potencialidades da pessoa com deficiência física e outras minorias, garantindo seus direitos e liberdade, promovendo o exercício da cidadania e melhoria da qualidade de vida. Ainda, a entidade possui o diferencial de ser uma instituição formada, administrada e mantida pelo trabalho da pessoa com deficiência, possuindo uma gestão auto-sustentável, sem princípios assistencialistas.

 

Bahia

  • Centro de Integração Familiar (CEIFAR): associação civil sem fins lucrativos fundada em 1994 pela enfermeira belga Simonne Alice Debouck, que veio para o Brasil com propósito de trabalhar na formação da sexualidade e planejamento familiar de jovens, mulheres e casais. A instituição proporciona triagens em fonoaudiologia, odontologia, pediatria, ginecologia, clínica geral, planejamento familiar e pré-natal, bem como em necessidades especiais.

 

Paraná

  • Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná: entidade sem fins lucrativos, fundada em setembro de 1986, que trabalha para angariar recursos e congregar esforços da comunidade em prol do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. O objetivo da associação consiste em melhorar a qualidade no atendimento aos pacientes, bem como o apoio ao desenvolvimento do corpo clínico e científico e na manutenção da infraestrutura do Hospital.

 

Pernambuco

  • Centro Elohim de Equoterapia e Hipismo (CEEQ): com a missão essencial de utilizar o cavalo como instrumento básico na promoção da reabilitação biopsicosocial de pessoas carentes portadoras de necessidades especiais na Paraiba e em Pernambuco, a ONG CEEQ utiliza a equitação como instrumento de auxilio didático-pedagógico sà pessoas com dificuldades de aprendizagem, relacionamento socioemocional, fobias, hiperatividade, necessidades especiais derivadas de síndromes genéticas, lesões neuromotoras, patologias ortopédicas e disfunções sensório-motoras a fim de conduzi-las e à participação social.

 

Distrito Federal

  •   ABRACE – Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias:entidade não governamental que oferece assistência social para crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas, com dificuldades socioeconômicas, promovendo qualidade de vida e colaborando para a promoção de condições ideais de tratamento e resgate da saúde do paciente.
Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply