This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Aprender a conversar é uma das habilidades mais importantes para o profissional do futuro

By 17 de outubro de 2019 Profissionais

Soft Skills serão mais importantes que habilidades técnicas para a empregabilidade

O mercado de trabalho passa por uma intensa transformação impulsionada pela evolução tecnológica, por mudanças sociais como a intensificação da inserção das mulheres e pela busca por maior diversidade dentro das companhias. Neste contexto, as Softs Skills ganham ainda mais importância na hora de contratar um profissional. O tema foi debatido em um dos painéis do IT Fórum X, que acontece entre os dias 16 e 17 de outubro, em São Paulo.

Diferente das Hard Skills – habilidades mais técnicas, ligadas diretamente à profissão, como o uso de um determinado software, por exemplo, – as Softs Skill estão relacionadas ao comportamento. Comunicação, resiliência, lidar com pressão, trabalho em equipe, empatia, e confiabilidade são alguns dos exemplos das características cada vez mais procuradas nos processos seletivos. As habilidades técnicas são ensinadas em cursos de formação profissional e costumam ser o foco da atenção da maioria das pessoas. Por outro lado, as Softs Skills estão no topo das exigências na hora da contratação. Por isso, devem estar no radar de quem pretende ter uma carreira de sucesso no futuro.

A boa notícia é que essas habilidades comportamentais também podem ser desenvolvidas com autoavaliação, inserções propositais em ambientes que exijam uma mudança de postura e busca por diálogo com pessoas com visões de mundo bem diferentes.

Com este novo cenário, aprender a conversar é uma das competências mais relevantes para o profissional do futuro. “Precisamos nos conectar com o outro para entender os desafios que nos são apresentados. Todos os espaços estão se tornando sistemas complexos e, para reduzirmos essa complexidade, a gente precisa se conectar mais com o indivíduo como um todo. A ferramenta mais simples para fazer isso é puxar conversa”, avalia Eduardo Migliano, CEO da 99jobs.

Ele diz que “a todo e qualquer momento, se você está em alguma situação que poderia ter sido diferente ou melhor, puxar as pessoas envolvidas para conversar é a melhor solução de todas. Antes de comentar com o colega, fazer uma fofoca, julgamento ou se precipitar, avaliando a pessoa de forma errada, sente para conversar. Isso resolve 99% dos problemas, no entanto, na maioria das vezes, as pessoas não escolhem essa opção como forma de resolver algo”.

De acordo com o também fundador da empresa de recrutamento especializada em conectar organizações e colaboradores com matching de crenças e valores, “todo espaço é de aprendizado. Se a gente entender que a empresa não é apenas para gerar lucro, nós iremos dar um salto na humanidade como um todo. A gente tem que entender que a empresa é uma plataforma de desenvolvimento e que tudo que está sendo gerado ali é para desenvolver pessoas. E isso gera resultado, ou seja, consequentemente, lucro. E essa estratégia está ligada ao fato de que as pessoas se conectam por meio da busca por estar o tempo todo se sentindo úteis e ouvidas. Se as empresas se repensarem para a criação desse espaço de aprendizado, terão um caminho mais longínquo”, frisa Migliano.

Durante o debate no IT Fórum X sobre Soft Skills, outras competências destacadas como habilidades do profissional do futuro foram: o autoconhecimento, para conseguir analisar aonde estão as próprias necessidades de evolução; capacidade de aprender constantemente e a adaptabilidade, para se inserir nas mudanças constantes das companhias e da sociedade como um todo. Além de Eduardo Migliano, também participaram do painel Viviane Lusvargui (Cidade Matarazzo), Marcelo Nóbrega (investidor anjo), Antônio Mendonça (Kern Ferry) e Anderson Pereira (Universia Brasil).

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply