🚀 HIS18 Já conferiu os primeiros palestrantes do HIS? Já são mais de 15! CLIQUE AQUI

Tratamentos por onda de choque ganham notoriedade mundial

Publicidade

Utilizado nas Olimpíadas de Atenas, nos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro e nas Olimpíadas de Pequim, o equipamento para tratamento por ondas de choque com tecnologia suíça (Dolorclast) tem aprovação do FDA e vem ganhando notoriedade mundial devido aos resultados positivos que vem apresentando.

Há quase 40 anos, o método foi utilizado pela primeira para desintegrar cálculos renais, ficando conhecido como litotripsia. Quase vinte anos depois, a técnica foi adaptada para ser usada na ortopedia. Mais de 50 mil pessoas em todo o mundo já se submeteram ao tratamento por ondas acústicas de alta energia geradas por equipamentos especiais. No Brasil, o tratamento por ondas de choque ainda é considerado novidade, mas avança a passos largos.

A Sociedade Brasileira de Terapia por Ondas de Choque (SBTOC) reúne mais de 80 associados, entre médicos ortopedistas, fisiatras e traumatologistas de 16 estados. De acordo com Alec Flinte, diretor da Ecomed, distribuidora brasileira do Dolorclast, o tratamento por ondas de choque está conquistando a classe médica.

“Doenças como epicondilite (Síndrome do Cotovelo de Tenista/Golfista), esporão de calcâneo, tendinite de ombro, fascite plantar, tendão de Aquiles e bursite, entre outras patologias, já podem ser tratadas de modo muito mais eficaz e rápido do que os métodos conservadores. Isso explica o sucesso do tratamento por ondas de choque, que já está disponível de norte a

       
Publicidade

Deixe uma resposta