150 palestrantes, 8 congressos 📣 Já emitiu sua credencial para participar do HIS18? Estamos no último lote! Saiba mais →

Tecnologia que utiliza Inteligência Artificial favorece a gestão de operadoras de saúde

Publicidade

Desenvolvido pela Softplan, uma das principais empresas de software de SC, o Dictas utiliza a análise de dados para facilitar a tomada de decisões e a redução de gastos

A maior eficácia dos serviços de saúde poderá vir pelo caminho da tecnologia. Idealizado por uma equipe especialista em ciência de dados e de saúde, o software Dictas utiliza inteligência artificial para otimizar os custos das operadoras de saúde e aumentar a eficácia dos serviços, aumentando os benefícios aos seus assistidos. A tecnologia foi desenvolvida pela Softplan, uma das principais empresas de software de Santa Catarina, e começa a ser utilizada pela Unimed Florianópolis a partir de julho.

O Dictas possibilita o acesso a diversos painéis de indicadores, usando tecnologias de machine learning, bigdata e advanced analytics, além de inteligência artificial. A solução facilita a tomada de decisões e promove uma gestão estratégica, detectando gastos que são desnecessários e que não beneficiam os assistidos pelos planos. “Fizemos um estudo de mercado de saúde e identificamos um alto desperdício de recursos. Aplica-se dinheiro na saúde que não traz saúde de fato para as pessoas”, explica o Head de Soluções de Cuidado com a Saúde da Unidade de Gestão Pública da Softplan, Gustavo Gomes Bublitz.

Para dar uma ideia, de acordo com a Associação Médica Americana e com o Instituto de Estudos de Saúde Complementar, de 20 a 30% dos gastos de saúde acabam sendo desperdiçados. São exames que nunca são buscados, consultas que não são eficazes por não serem na especialidade correta, entre outras situações. O Dictas faz um mapeamento dessas informações e recomenda ações de gestão, para que os serviços sejam mais eficazes. O sistema pode atuar, inclusive, na medicina preventiva, identificando exames que poderiam ser realizados como prevenção, para evitar possíveis doenças.

Na prática, o software favorece a centralização e transparência de dados, o aumento da eficácia das equipes, a simplificação de decisões, as avaliações precisas sobre o impacto em ações e, principalmente, o melhor atendimento e entrega de saúde aos clientes. “Nosso alvo principal é entregar saúde para as pessoas”, destaca Gustavo.

 

       
Publicidade

Deixe uma resposta