150 palestrantes, 8 congressos 📣 Já emitiu sua credencial para participar do HIS18? Estamos no último lote! Saiba mais →

Tecnologia de diagnóstico rápido, seu impacto no presente e futuro da saúde

Publicidade

A situação atual, os avanços, os benefícios e o impacto no sistema de saúde da tecnologia Point of Care (POC), ou diagnóstico rápido, foram os temas centrais que reuniram mais de 250 especialistas e líderes do setor de saúde nacional e internacional no 2º Encontro Latino Americano de Point of Care em Bogotá, organizado pela Abbott, empresa global de saúde.

Com o objetivo de demonstrar os benefícios dos testes de diagnóstico rápido e seu impacto em diferentes áreas, os líderes do setor público e da saúde da Colômbia e de outros 8 países reuniram-se em março. Os especialistas explicaram como o POC pode acelerar a realização de exames laboratoriais, entregando resultados mais confiáveis em menos tempo e diminuindo a espera no atendimento de pacientes e custos no sistema de saúde.

De acordo com o Dr. Luis González, Diretor Médico do negócio de Diagnóstico Rápido da Abbott para a América Latina: “Dispositivos POC são adequados para qualquer ambiente ou situação que exija a realização de testes para fazer um diagnóstico preciso e prontamente. Suas utilidades incluem o uso do autocuidado; acesso à saúde de comunidades em regiões remotas; otimização de tempo e recursos em centros ambulatoriais de baixa complexidade; laboratórios periféricos; hospitais; e centros de controle de drogas “.

A tecnologia Point of Care possui dispositivos portáteis que são capazes de realizar testes laboratoriais em um tempo menor e próximo ao paciente. Segundo os especialistas que participaram do evento, isso significa uma diminuição não apenas no tempo de atenção, mas também no deslocamento para receber um diagnóstico com base nos resultados de um teste, já que o usuário não precisa mais ir a consultórios médicos e laboratórios várias vezes, o especialista pode fazer um diagnóstico ágil e confiável na primeira consulta.

No evento científico e multidisciplinar, foram discutidos os requisitos e esforços regulatórios para a implementação do Point of Care na América Latina, que, embora já seja uma realidade, enfrenta desafios. Os testes de POC garantem o diagnóstico e o tratamento oportuno, o que significa que, posteriormente, não há necessidade de tratar uma doença avançada, promovendo, assim, economia nos custos operacionais das clínicas, hospitais e sistema de saúde.

A conectividade no trabalho com a tecnologia Point of Care foi outro tema central da discussão. A apresentação de experiências sobre o fortalecimento dessa característica na implementação de testes diagnósticos rápidos mostrou como, através de um trabalho em rede, pode-se ter um controle constante sobre a situação dos pacientes e dos dispositivos; e orientar o trabalho de especialistas para alcançar uma melhor qualidade de serviço que inclua o acesso a comunidades em áreas remotas. Esse cenário foi proposto para outros países, como a Colômbia, uma vez que ajudaria a desenvolver planos e políticas de prevenção mais robustos.

O encontro acadêmico foi também o cenário para apresentar histórias de sucesso no uso do POC em outros países e apresentar, pela primeira vez, o Prêmio POC 2018 aos três melhores estudos sobre o impacto da tecnologia de diagnóstico rápido na América Latina. A pesquisa vencedora foi “Estratégia de teste domiciliar rápido para HIV e carga viral para detecção de casos de infecção aguda em mulheres transexuais” realizada na Argentina, que comparou a eficiência dos testes laboratoriais tradicionais de detecção de HIV com os de diagnóstico rápido, demonstrando a confiabilidade do último.

O Fórum Latino Americano de Point of Care, que reúne palestrantes internacionais, consultores de entidades governamentais, líderes de importantes instituições médicas, representantes de grupos de pesquisa e sociedades científicas, entre outros atores de saúde, foi realizado pela primeira vez no Brasil em 2016 e terá sua terceira edição na Argentina em 2020.

       
Publicidade

Deixe uma resposta