✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

A tecnologia como aliada das clínicas de especialidades

Publicidade

As maiores revoluções na gestão de saúde estão, sem dúvidas, relacionadas ao controle, organização e, principalmente, à integração que o prontuário eletrônico do paciente oferece. Hoje, conceitualmente bastante difundida, a automatização do prontuário do paciente já é realidade na maioria dos hospitais, clínicas e centros médicos em todo o Brasil.

E quem diria há alguns anos atrás que o papel e a caneta já não seriam mais tão utilizados dentro das instituições de saúde? Dessa mesma maneira, outras ferramentas também já estão sendo rapidamente substituídas por opções mais ágeis e assertivas. É a saúde se informatizando para levar ao paciente mais segurança e eficiência.

E não são apenas as instituições de grande porte que se beneficiam, mas as pequenas e médias também tem a oportunidade de, aos poucos, se adequarem à nova realidade. Mais do que isso, alguns sistemas hoje já são pensados justamente para clínicas especializadas.

Essas soluções trazem benefícios tanto para a administração quanto para as áreas assistenciais dentro de clínicas de diversas áreas, como oncologia, nefrologia, cardiologia, oftalmologia e ortopedia. No faturamento contribui, por exemplo, para uma gestão mais efetiva das glosas, o que permite reduzir custos e melhorar resultados. Já nas atividades assistenciais do dia a dia, é possível agilizar os processos de diagnóstico e atendimento de modo geral, utilizando protocolos clínicos personalizados e pré-definidos com indicações de exames e integração entre farmácia, agenda, recepção, faturamento e backoffice.

A personalização de campos no prontuário eletrônico do paciente e a definição de protocolos clínicos aliados ao processo da instituição é um dos benefícios que o sistema pode prover, além, é claro, da gestão das informações em todas as cadeias do processo. Para as clínicas de oncologia, por exemplo, é possível administrar os cálculos de miligramagem automaticamente, o que pode significar uma grande economia financeira. Da mesma forma, também é possível conectar sessões de quimioterapia e radioterapia à agenda do paciente, administrando de forma mais eficiente as informações. A definição e utilização dos protocolos clínicos também pode trazer grandes benefícios e agilidade no atendimento e no tratamento dos pacientes, como relacionar exames e medicamentos para apoiar o médico em um momento de decisão.

Os sistemas evoluem constantemente com o objetivo de automatizar processos e apoiar decisões para que as instituições de saúde garantam os melhores resultados, em menos tempo e com informações de qualidade atualizadas instantaneamente. Vale lembrar que as soluções devem ser adequadas para cada tipo de instituição, levando em consideração seu porte e sua especialidade. O futuro da saúde é para todos nós.

       
Publicidade

Deixe uma resposta