✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

T2 Software e AG3 Solutions firmam parceria para levar solução de Indústria 4.0 ao mercado farmacêutico

Publicidade

A T2 Software acaba de anunciar a AG3 Solutions como nova parceira para oferecer ao mercado solução voltada à Indústria 4.0. A AG3 Solutions atua na área de consultoria e representação comercial e passa a incluir em seu portfolio o Neosensor, plataforma de Internet industrial desenvolvida pela T2 Software. A ferramenta dá ainda mais agilidade no monitoramento da produção e todas as variáveis que podem implicar na produtividade. O Neosensor traz uma nova realidade ao setor industrial e acelera a adoção de novas tecnologias como Big Data e Inteligência Artificial com foco no aumento de produtividade.

A parceria tem como estratégia inicial levar o Neosensor para o mercado farmacêutico, principalmente para o monitoramento ambiental e de transportes. “Enxergo o Neosensor como uma forma de ruptura do conceito atual de gestão fabril e de gerenciamento de dados. Com a solução é possível fazer toda a gestão de forma remota dos processos e monitorar toda a fábrica”, acentua o diretor comercial da AG3 Solutions, Diego Camargo.

Indústria 4.0 – O Neosensor está totalmente alinhado no conceito da Indústria 4.0, que sugere fábricas cada vez mais inteligentes e que geram informações em tempo real para os tomadores de decisão. “Com a aplicação do IoT (Internet das Coisas) na concepção do Neosensor temos uma nova dimensão na relação entre o que acontece no chão de fábrica e quem precisa tomar decisões. É como se a fábrica estivesse literalmente falando com o usuário”, explica o diretor da T2 Software, Rodrigo Klein.

O Neosensor foi desenvolvido para atender as demandas de indústrias de todos os setores, já que ao contar com inteligência artificial é possível interpretar qualquer tipo de dado e variáveis que impactam nos processos produtivos. “É uma ferramenta ampla que está conectada com as tendências para manter competitividade produtiva. É cada vez mais vital antecipar problemas e realizar possíveis correções de rota o mais rápido possível”, conclui Klein.

       
Publicidade

Deixe uma resposta