✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Representante da Qualirede visita Sistema de Saúde Português

Publicidade

Com o objetivo de verificar oportunidades para inovação, a Qualirede, por meio de diretora de Comunicação e Marketing, Cláudia Conserva, esteve em Portugal, no início de junho, para conhecer o Sistema de Saúde do país e o funcionamento do serviço de Atenção Primária à Saúde (APS), uma vez que o mercado de Saúde Suplementar brasileiro tem feito esforços para operacionalizar essa estratégia. Portugal é um dos países referência na aplicabilidade da APS.

Cláudia Conserva verificou in loco a APS na recém-inaugurada Unidade de Saúde Familiar (USF) das Conchas, que atende à região do Lumiar, acompanhada pela médica da família, Paula Silva. “O sistema português tem passado por reformulações e conhecer a prática e experiências positivas agrega muito no trabalho realizado pela Qualirede”, destaca a diretora.

Estrutura e funcionamento

Segundo Cláudia, a USF das Conchas tem estrutura com consultórios modernos, desenhados para gerar maior proximidade com o paciente, e salas de apoio, como de amamentação, vacinação e administração de medicamentos, que funcionam de segundas a sextas-feiras, em horário expandido até às 20 horas, para garantir maior acesso da população. Há serviços hospitalares de referência para casos de urgência e emergência e plataforma específica para o encaminhamento aos níveis secundários (especialistas) ou terciários (hospitais), quando o caso não pode ser resolvido na própria unidade. “Ao se identificar a necessidade de encaminhamento, o paciente é direcionado, via sistema, a um hospital ou outro local, sendo identificados motivo e nível de prioridade. Os direcionamentos são feitos para serviços públicos que tem todas as coberturas”, explica.

O paciente pode contatar diretamente o seu médico de família, por e-mail e contam, ainda, com um aplicativo por meio do qual têm acesso às receitas prescritas pelo seu médico e apresentadas à farmácia, para compra ou retirada gratuita do medicamento.

O pagamento pelos serviços é feito de acordo com o escalão em que cada família se enquadra para o governo, definido de acordo com a declaração de imposto de renda. Para alguns não é exigido qualquer pagamento e, mesmo para os que pagam pelos serviços, o valor é pequeno. Por exemplo, uma consulta custa em torno de EUR 2,50 e exames laboratoriais, EUR 3,00.

Avaliação

Na unidade, Cláudia conheceu a brasileira Luciana Lemos, que reside há 10 anos em Lisboa e é atendida no local. Ela avalia os cuidados de sua médica de família como excelentes. “A médica sabe e acompanha todo o meu histórico de saúde, assim como de meus familiares, o que nos dá muita segurança. Além disso, resolve questões diversas com agilidade, como encaminhamentos para exames etc.”

Cláudia Conserva avalia que o sistema informatizado é um grande diferencial da APS, pelas possibilidades de registro e acompanhamento on-line de todos os indicadores, gerando uma base comparativa e oportunidade de atuar diretamente nos problemas em tempo real. Outro ponto de destaque é a formação e o envolvimento das equipes. “Existem protocolos para cada tipo de profissional, de forma a não deixar ‘escapar’ qualquer informação que seja relevante para a saúde do paciente. Tudo é monitorado, criam-se os planos de ação e os indicadores são avaliados permanentemente. As unidades recebem verbas do governo de acordo com os objetivos alcançados. E ao fazer a própria gestão, a equipe persegue os melhores níveis de indicadores, podendo receber um valor extra para objetivos adicionais que alcançam.”

Qualirede

Empresa de gestão de planos de saúde, a Qualirede acredita e trabalha com a prática da Atenção Primária à Saúde como eixo estruturante na organização dos sistemas de saúde, considerando que o modelo contribui, de forma sustentada, para a efetividade do trabalho das operadoras de planos de saúde e de prestadores de serviços. Há nove anos no mercado, opera com TPA e BPO em gestão do paciente internado, gestão de saúde populacional, entregando valor no cuidado às pessoas e resultados sustentáveis que contribuem na manutenção das operadoras de planos de saúde.

A Qualirede possui quase 800 colaboradores, distribuídos nas principais capitais do país e em todo estado de Santa Catarina e Bahia, que trabalham com foco na qualidade assistencial, controle do sinistro e satisfação das pessoas assistidas, dos parceiros e dos clientes corporativos.

       
Publicidade

Deixe uma resposta