150 palestrantes, 8 congressos 📣 Já emitiu sua credencial para participar do HIS18? Estamos no último lote! Saiba mais →

Projeto Dom do Grupo Fleury tem inscrições prorrogadas para 3 de agosto

Publicidade

Três finalistas do projeto que capacita ONGs com atuação na área da saúde receberão prêmio total de R$ 80 mil

O Grupo Fleury prorroga para 3 de agosto as inscrições da 6ª Edição do Projeto Dom, que capacita ONGs que atuam na área de saúde ou que tenham algum projeto no setor que vise a promoção de saúde e do bem-estar. O projeto abrange instituições de todas as cidades situadas nos diferentes estados em que a empresa está presente: Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo, além do Distrito Federal.

Entre as inscritas, 10 instituições serão selecionadas para um treinamento em São Paulo, nas instalações da Universidade Corporativa do Grupo Fleury – Sede Campo Belo, com duração de três dias. Cada organização poderá enviar dois representantes, que receberão material didático individualizado e desenvolverão, ao longo de três meses, um projeto prático com base no conteúdo trabalhado no programa de formação e que será acompanhado por especialistas do Grupo Fleury.

O Projeto Dom foi estruturado em três eixos temáticos: “Dom de Acolher”, “Dom de Transformar” e “Dom de Gerir”. No primeiro eixo, o programa de formação abordará temas como foco no atendimento e acolhimento. No segundo, serão trabalhadas ferramentas para transformar o dia a dia da organização visando à sustentabilidade; e no terceiro serão trabalhadas também as capacidades dos líderes das instituições.

As ONGs candidatas à capacitação podem se inscrever no processo seletivo gratuitamente até 3 de agosto de 2018 pelo site www.domgrupofleury.com.br. Serão selecionados três projetos de ONGs finalistas. O primeiro lugar receberá R$ 40 mil; o segundo, R$ 25 mil; e o terceiro lugar, R$ 15 mil.

As organizações serão avaliadas pelo Grupo Fleury de acordo com os seguintes critérios: indicação clara de apoios, parcerias e de mobilização comunitária que evidenciem o impacto e relevância da organização na comunidade atendida; inovação em processos e práticas de gestão que indiquem o pioneirismo e diferenciação do trabalho da organização na comunidade em que está inserida; abrangência e impacto direto do trabalho da organização na comunidade.

Edição 2017

Na última edição, a instituição vencedora foi a Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, que recebeu o prêmio de R$ 40 mil. Em segundo lugar ficou o Instituto Sorrir para a Vida, recebendo R$ 25 mil, e a terceira colocada foi a ONG CEJAM, que levou R$ 15 mil.

O Projeto Dom nasceu em 2012 após a empresa identificar necessidades de formação das organizações de saúde, por meio de um mapeamento com as entidades. A partir do conhecimento do Grupo Fleury em medicina e saúde, ciências humanas e gestão foi criado um curso inovador com foco específico em ONGs que atuam nessa área.

Conheça as vencedoras do Projeto Dom 2017:

Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná

Entidade sem fins lucrativos, fundada em setembro de 1986, que trabalha para angariar recursos e congregar esforços da comunidade em prol do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. O objetivo da Associação consiste em melhorar a qualidade no atendimento aos pacientes, bem como o apoio ao desenvolvimento do corpo clínico e científico e na manutenção da infraestrutura do Hospital.

Instituto Sorrir para a Vida

Uma Oscip, que visa proporcionar assistência clínica-odontológica a pacientes com Câncer e com Necessidades Especiais. Além disso, o Instituto auxilia familiares, cuidadores e pacientes em todos os aspectos necessários para a manutenção e melhoria de sua qualidade de vida.

CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas ‘Dr. João Amorim’

Entidade sem fins lucrativos, com duração por prazo indeterminado e regida por estatuto próprio, legislação pertinente e sem qualquer vinculação política ou religiosa. A ONG atua com contratos de gestão e convênios visando à saúde da família com ênfase na mulher, na criança, no idoso e na pessoa com deficiência.

       
Publicidade

Deixe uma resposta