✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Programa Saúde Mental identifica pessoas com transtornos e controla riscos

Publicidade

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os transtornos mentais atingem, em média, 35,5% da população adulta. Isso acaba gerando um impacto significativo para o sistema de saúde, além de prejuízos para a vida social, emocional e profissional dos indivíduos. Transtornos depressivos e ansiosos são importantes causas de incapacidade no mundo, sendo, portanto, alvo de investimentos e estratégias voltados para a identificação precoce e direcionamento adequado.

Pensando em auxiliar as empresas e beneficiar toda a população, a Sharecare desenvolveu o Saúde Mental, programa voltado às pessoas acima de 18 anos com condições mentais comuns, como depressão, ansiedade e estresse. O objetivo é evitar a progressão dessas condições e promover a recuperação por meio do suporte de uma equipe multidisciplinar. Dessa forma, a solução avalia o perfil de condições mais prevalentes, oferece apoio nos cuidados necessários para a manutenção da saúde e qualidade de vida das pessoas, além de facilitar o acesso aos recursos médicos e engajar para o tratamento psicológico e psiquiátrico.

Com uma população de mente saudável, as empresas usufruem de diversos benefícios, entre eles a prevenção de afastamentos, a redução de custos médicos e o aumento da produtividade. “Muitas vezes as empresas sabem que os colaboradores têm problemas de saúde, mas não conhecem a dimensão da situação. Dessa forma, a Sharecare favorece o reconhecimento dessas pessoas dentro das populações, oferecendo apoio na busca dos tratamentos necessários. Às vezes, as pessoas não percebem os sintomas ou têm dificuldade de acesso à rede de médicos e psicólogos. Nosso papel é desmistificar isso”, Dra. Tânia Abreu de Carvalho, psiquiatra e gerente de Produtos Clínicos da Sharecare Brasil.

A identificação é feita de forma prática pelo celular por meio de um questionário, a chamada fase de reconhecimento. A partir dessa etapa, o participante recebe um feedback inicial e segue recebendo contatos e uma série de incentivos e recomendações por telefone e outros meios de comunicação, como e-mail e chatbots. A periodicidade do contato é definida de acordo com o nível de gravidade do problema.

O participante conta, também, com um atendimento em saúde, personalizado e à distância, que funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana. A qualquer momento, pode tirar suas dúvidas e solicitar ajuda em demandas específicas ou gerais junto aos especialistas, até mesmo sobre saúde mental – atendimento diferenciado das centrais convencionais. Já em casos específicos ou mais graves, o seguimento é realizado por visitas domiciliares de profissionais de saúde que dão o suporte ao tratamento. A abordagem é personalizada para cada caso, independentemente do canal utilizado, ajudando o indivíduo a notar sua melhora.

“O programa Saúde Mental é capaz de identificar precocemente portadores de depressão, por exemplo, além de estratificar níveis de gravidade. Com isso, permite engajar mais cedo as pessoas em ações específicas, antes que haja repercussões em outras esferas da vida. Isso facilita, com certeza, uma melhor coordenação de cuidados para cada pessoa, bem como a gestão das empresas, operadoras de planos de saúde e governos”, afirma Dra. Ana Cláudia Pinto, endocrinologista e diretora de Produtos e Soluções Digitais da Sharecare Brasil.

       
Publicidade

Deixe uma resposta