✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Pró-Saúde integra primeira Associação de Instituições Católicas de Saúde

Publicidade

A busca pela sustentabilidade e pela excelência na gestão das unidades de saúde foi o tema central debatido na primeira edição do Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde, realizado entre os dias 16 e 18 de julho, na Arquidiocese do Rio de Janeiro. O evento reuniu, pela primeira vez, representantes das principais entidades católicas administradoras de unidades de saúde em todo o País que lançaram, neste ato, a Associação Brasileira de Instituições Católicas de Saúde (Abics) para integração, troca de conhecimento e fortalecimento do setor.

“A criação da Abics é um passo importante para buscarmos soluções conjuntas para alcançarmos a sustentabilidade nos hospitais e a excelência na gestão da saúde em benefício dos menos favorecidos, um dos pilares da Igreja Católica”, explicou Dom Eurico dos Santos Veloso, presidente da Pró-Saúde, entidade que administra cerca de 40 instituições em dez estados brasileiros.

A Abics prepara, agora, o primeiro Censo das Instituições Católicas de Saúde, em fase de conclusão, que trará contribuições importantes para o mapeamento do setor brasileiro.

Congresso

Durante os dois dias do Congresso, temas importantes inerentes ao cenário atual da saúde no país foram abordados, como: “Panorama da saúde no Brasil: diagnóstico e desafios para as instituições católicas de saúde”, proferida por João Alberto Santos, superintendente da Associação Congregação de Santa Catarina; “A realidade do Sistema Único de Saúde”, apresentada pelo secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Francisco de Assis Figueiredo; “Modelos de remuneração baseados em valor”, entre outros.

O 1º Congresso Brasileiro de Instituições Católicas de Saúde foi organizado pela Arquidiocese do Rio de Janeiro, o Ambulatório da Previdência, a Casa de Saúde São José, o Hospital São Francisco na Providência de Deus e o Hospital São Vicente de Paulo. A ideia, segundo os organizadores, é fazer reuniões mensais para discutir os principais problemas que as instituições enfrentam no dia a dia.

Cuidar dos frágeis e vulneráveis

Destaque principal na agenda do evento, o cardeal Peter Turkson, prefeito do Dicastério do Desenvolvimento Humano Integral do Vaticano, ministrou Palestra Magna sobre “O Futuro do Atendimento de Saúde” e deu mais detalhes a respeito da atuação do Dicastério.

Na ocasião, Turkson explicou que a iniciativa vai além da mera fusão de quatro conselhos – tratando-se de um processo de conscientização sobre a necessidade de fazer com que essas forças atuem conjuntamente para responder, de maneira inédita, à missão social da Igreja conforme o Vaticano II e, principalmente, à luz dos pontificados de Bento XVI e Francisco. “Esta missão social visa garantir a dignidade de todos através da prática da caridade por todos, segundo suas posições e papéis na sociedade; cuidar dos frágeis e vulneráveis”, disse.

       
Publicidade

Deixe uma resposta