✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Merck e Medisafe lançam aplicativo para ajudar pacientes brasileiros a melhorarem adesão ao tratamento de doenças crônicas

Publicidade

A Merck, empresa líder em ciência e tecnologia, e a Medisafe, plataforma líder na criação de soluções para gerenciamento de medicamentos, anunciaram o lançamento de uma nova iniciativa que vai auxiliar milhares de pacientes com doenças crônicas, com objetivo de gerenciar a utilização de medicamentos e adesão aos tratamentos prescritos. O novo aplicativo foi lançado no Brasil, México e Rússia e pode ser baixado em IOS ou Android.

A parceria entre Medisafe e Merck fornecerá ao paciente acesso a uma versão personalizada desse aplicativo, que já está disponível para o público em geral. Nessa versão, o paciente que usa medicamentos da Merck terá acesso a conteúdos exclusivos e mais informações sobre doenças e tratamentos, além da plataforma personalizada de adesão ao tratamento da Medisafe. Para ter acesso aos benefícios, basta baixar o aplicativo do Medisafe no seu celular e inserir os medicamentos que faz uso contínuo.

Entre as principais vantagens estão:

  1. Possibilidade de criação de um alerta para informar o cuidador o momento de administrar o medicamento
  2. Registro em formato de gráfico de parâmetros importantes como resultados de glicemia ou de dosagem dos hormônios da tireoide. O registro e organização dessas informações auxilia o médico a entender melhor o comportamento do parâmetro em questão para tomada de decisão.
  3. Acompanhamento de quais medicamentos já foram administrados

A cooperação foi anunciada pela primeira vez pela Merck em março de 2018. Desde então, a Medisafe tem trabalhado lado a lado com as equipes locais da Merck para o lançamento das versões regionais do aplicativo, que são adaptadas para as necessidades únicas dos pacientes de cada país.

“Cerca de 60 milhões de pacientes em todo o mundo e 4 milhões no Brasil confiam nos medicamentos da Merck para tratamento de doenças crônicas. Infelizmente, sabemos que muitas vezes os pacientes não tomam seus medicamentos de acordo com a prescrição feita pelo profissional de saúde. Com a Medisafe, gostaríamos de ajudar os pacientes a organizarem melhor seus medicamentos e, portanto, melhorarem a adesão ao tratamento e, finalmente, alcançarem os melhores resultados possíveis”, disse Leif Moll, GM Strategy & Portfolio Expansion, Biopharma Business da Merck, Darmstadt, Alemanha.

A taxa de adesão global gira em torno de 50% e pode ser consideravelmente menor nos países em desenvolvimento, onde essas taxas de adesão são mais difíceis de serem acompanhadas1. A falta de adesão ao tratamento pode levar a uma série de consequências evitáveis, assim como, afastamento do trabalho e perda da produtividade econômica. Essa parceria foi projetada para combater esses problemas, fornecendo uma solução digital para pacientes com diabetes tipo 2, distúrbios da tireoide e problemas cardiovasculares.

O Brasil é o quarto país do mundo em número de pacientes com diabetes. São mais de 13 milhões de pessoas vivendo com uma doença cuja prevalência é de aproximadamente 6,9% da população, e que continua crescendo.1 Atualmente, o diabetes custa R$ 66 bilhões ao sistema de saúde brasileiro por ano e é esperado que esse valor cresça para R$ 108 bilhões até 2040. 2“Estamos satisfeitos por fazer uma parceria com a Merck, uma organização líder alinhada com os valores da Medisafe de colocar os pacientes em primeiro lugar e apoiar soluções digitais inovadoras para melhorar a adesão”, disse Omri Shor, CEO da Medisafe. “Os pacientes podem enfrentar enormes desafios no gerenciamento de seus medicamentos e a Medisafe está empolgada para fornecer a solução personalizada mais importante para combater a má adesão”.

Referências:

World Health OrganizationAdherence to Long-Term Therapies, Evidence for Action, 2013
IMS Institute for Healthcare Informatics, July 2016 Report, “Improving Type 2 Diabetes Therapy Compliance and Persistence in Brazil How to Address Avoidable Economic and Societal Burden”

       
Publicidade

Deixe uma resposta