✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Libbs e Einstein assinam parceria para desenvolvimento de pesquisa clínica no Brasil

Publicidade

Em um cenário em que 80% dos estudos para produzir medicamentos no Brasil são patrocinados por multinacionais¹, a Libbs, indústria farmacêutica nacional, amplia seus investimentos em inovação, pesquisa e desenvolvimento com a parceria com a Academic Research Organization (ARO) da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. Única no país, a ARO do Einstein é uma unidade que tem como objetivo fornecer serviços de pesquisa clínica, liderando academicamente projetos multicêntricos de impacto nacional e internacional.

A assinatura do contrato, que aconteceu nesta segunda-feira, dia 20, reforça o investimento nacional em pesquisa clínica, desde seu desenvolvimento até sua aplicação. Um primeiro estudo a ser desenvolvido entre os parceiros tem duração de cinco anos e acompanhará os pacientes, que estão em tratamento com o medicamento Zedora, indicado para câncer de mama metastático. Além destes, também estão sendo planejados estudos randomizados multicêntricos nas áreas de cardiologia e oncologia.

Contando com uma equipe altamente capacitada, o Einstein é a primeira organização do Brasil a implantar um centro acadêmico de excelência voltado à coordenação de estudos clínicos multicêntricos. A ARO oferece todo o serviço de gerenciamento de projetos de pesquisa clínica. A expertise do Einstein está em todo o processo, desde a elaboração do protocolo da pesquisa, planejamento, seleção e capacitação dos hospitais envolvidos até análise dos resultados e sua publicação. “Com isso, reafirmamos nosso pioneirismo, ampliando a participação do país na área de pesquisa clínica e em estudos relevantes capazes de produzir um impacto real na melhoria da saúde”, afirma o presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Sidney Klajner.

“A Libbs acredita nessa parceria como uma possibilidade de unir sua veia inovadora ao compromisso com os seus pacientes e com o desenvolvimento técnico-científico do país, além de estimular a colaboração entre indústria, hospitais e academia”, explica presidente Executivo da Libbs, Alcebíades de Mendonça Athayde Junior. Essa aliança garantirá celeridade nas etapas processuais da pesquisa clínica e complementará áreas que a Libbs já possui internamente, como a farmacovigilância e a própria área de pesquisa clínica. “Este é apenas um dos projetos que teremos com a ARO. Temos planos para o médio e longo prazos com o Einstein e temos plena confiança que a escolha deste parceiro nos permitirá continuar nos desenvolvendo como fomentadora da pesquisa clínica nacional”, finaliza.

Referência

¹ Aliança Pesquisa Clínica Brasil. Cenário Brasileiro. Disponível em: http://www.aliancapesquisaclinica.com.br/website/index.php/pesquisa-clinica/informacoes. Acesso em: 15 de agosto de 2018.

       
Publicidade

Deixe uma resposta