✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Internet das Coisas (IoT): BNDES e MCTIC divulgam chamada de projetos-piloto

Publicidade

·        Objetivo é selecionar iniciativas de integração e avaliação de soluções de IoT em Cidades Inteligentes, Saúde e Ambiente Rural

·        Valor mínimo do apoio do BNDES será de R$1 milhão, limitado a 50% do total de cada projeto 

·        Instituições Tecnológicas públicas ou privadas sem fins lucrativos têm até 31 de agosto para submeter as propostas ao BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações (MCTIC) lançaram nesta quinta-feira, 14, chamada para seleção de projetos-piloto de Internet das Coisas (IoT), iniciativas de aplicação deste tipo de tecnologia que serão testadas em plataformas de experimentação e/ou em ambientes reais.

 
As propostas devem ser submetidas ao BNDES até 31 de agosto. A iniciativa é uma das medidas de impacto recomendas pelo estudo “Internet das Coisas: um plano de ação para o Brasil”, realizado pelo Banco em parceria com o MCTIC.
O orçamento total para projetos de IoT é de R$ 20 milhões com uso de recursos não reembolsáveis. A fim de alavancar os investimentos totais, os projetos deverão prever aplicação de recursos financeiros como contrapartida, e o BNDES apoiará até 50% do custo de cada iniciativa selecionada. O valor mínimo do apoio do BNDES a cada plano de projetos pilotos será de R$ 1 milhão. 
Poderão ser apoiadas soluções executadas por Instituições Tecnológicas públicas ou privadas sem fins lucrativos dentro do foco de cada um dos seguintes ambientes: Cidades Inteligentes, Ambiente Rural e Saúde.
Focos – No caso de Cidades, os projetos devem ter foco em redução de desperdícios, iluminação pública, aumento da capacidade de vigilância e monitoramento e aumento da atratividade de transportes públicos. No ambiente Rural, os focos devem ser no uso eficiente de maquinário e dos recursos naturais e em segurança sanitária e bem-estar do animal. Já em relação a Saúde, o objetivo é focar em monitoramento de pacientes; ativos e insumos; e diagnóstico descentralizado. 
Cada instituição poderá apresentar até três pilotos dentro de um mesmo plano voltado a cada um desses ambientes. O valor global deve ser de pelo menos R$ 2 milhões em itens financiáveis, com prazo de execução de até 24 meses. O grupo de avaliação das propostas será composto de empregados do BNDES e representantes externos com conhecimento dos temas dos projetos.
Ao fim dos processos, as instituições que forem apoiadas pelo BNDES deverão obrigatoriamente publicar a avaliação dos resultados dos projetos-piloto, informando de forma detalhada os testes realizados e o desempenho observado.
Com a iniciativa, BNDES e MCTIC pretendem promover o desenvolvimento e a difusão da Internet das Coisas no Brasil. Nesse sentido, o Banco avalia juntamente com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio o lançamento de futura chamada voltada ao ambiente industrial, contribuindo para o desenvolvimento da indústria 4.0 no país.
Também se espera, com a presente chamada pública, estimular o ambiente de inovação, identificar oportunidades e necessidades de pesquisa e desenvolvimento para a tecnologia, mapear pontos de ajustes das soluções implementadas e avaliar a aceitação dos usuários.
Os interessados podem obter mais informações sobre a seleção na página www.bndes.gov.br/pilotosiot.
       
Publicidade

Deixe uma resposta