150 palestrantes, 8 congressos 📣 Já emitiu sua credencial para participar do HIS18? Estamos no último lote! Saiba mais →

Informatização torna hospital público de Goiânia referência estadual

Publicidade

Com apoio da MV, logo no início da operação, em 2015, o Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira, mais conhecido como HUGOL, chamou a atenção por oferecer não só excelência em serviços, mas também o que há de mais moderno em TI.

Com prontuário eletrônico do paciente, certificação digital e soluções mobile para gestão de informações, o HUGOL já se diferenciava no início da sua operação por ter dados e processos clínicos, assistenciais, administrativos, financeiros e estratégicos integrados, além de informações disponíveis on time. Mas, como o objetivo da instituição é oferecer cada vez mais excelência baseando-se, claro, em profissionais qualificados e, também, em infraestrutura tecnológica, o hospital manteve-se em constante evolução. Considerando estratégica a adoção da TI para melhorar a gestão e humanizar o atendimento, Andréa Prestes, diretora Administrativa do HUGOL, comenta que, quando se analisa a aquisição de um software, espera-se que agregue expertise. “Nesse contexto, percebemos que as soluções MV vêm sempre ao encontro das nossas diretrizes e elevam o grau de maturidade do hospital.”

A informatização do gerenciamento de notificações epidemiológicas no sistema MV, por exemplo, fez o HUGOL ser considerado pelos agentes públicos locais um case de sucesso no que tange à gestão da epidemiologia. Quando o paciente é enquadrado em um dos mais de 38 diagnósticos de epidemia, qualquer profissional pode abrir solicitação ao Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar para que uma equipe averigue o caso, registre a notificação no prontuário eletrônico com assinatura digital e encaminhe a notificação aos órgãos de vigilância estatal para controle.

A dispensação de materiais administrativos na modalidade delivery também é outro destaque do HUGOL no uso da tecnologia para o aprimoramento de processos. Por meio de códigos de barras e um palm com dados integrados ao sistema MV, padronizaram-se as entregas por horários e solicitações setoriais. Entre os benefícios alcançados com isso estão a redução de 39% no tempo de dispensação e a eliminação do uso de papel para formalizar o recebimento dos materiais, o qual é realizado via leitura do código de barras do crachá do profissional. Na farmácia hospitalar, a automação da dispensação também está garantindo mais segurança aos pacientes, melhor controle de estoque e rastreabilidade dos produtos.

Quando questionada se considera um acerto a contratação da MV desde a inauguração do hospital, Andréa Prestes diz: “entendemos que a MV é uma parceira estratégica para alcançarmos os resultados quantitativos e qualitativos de gestão do HUGOL. O sistema atende à filosofia do hospital, pautada em agilidade e segurança das informações. Possibilita a integração sistêmica dos processos e a rastreabilidade dos dados, mantendo todos os registros das ações realizadas no âmbito hospitalar e uma assistência segura aos pacientes do SUS”.

       
Publicidade

Deixe uma resposta