✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Hospital Brasília inaugura Centro de Robótica para cirurgias minimamente invasivas

Publicidade

O Hospital Brasília inaugurou em novembro um Centro de Robótica especializado em cirurgias minimamente invasivas, realizadas por meio do robô DaVinci. A técnica cirúrgica é uma das mais modernas e inovadoras da atualidade e está presente em poucos centros hospitalares do Brasil. O robô executa procedimentos cirúrgicos urológicos, ginecológicos e do aparelho digestivo.

Os primeiros procedimentos cirúrgicos feitos com o robô no Hospital Brasília foram para a retirada de tumores na próstata. “A prostatectomia roboticamente auxiliada diminui os riscos pós cirúrgicos que mais preocupam os homens: a disfunção erétil e a incontinência urinária. Mais de 85% dos pacientes recuperam a ereção e o número de casos de incontinência urinária caiu para 2% após a cirurgia”, afirmou o urologista do Hospital Brasília, Fernando Leão. A cirurgia urológica em novembro é representativa, uma vez que é celebrado o movimento de conscientização e prevenção do câncer de próstata, conhecido como Novembro Azul.

Aumentar a performance do cirurgião é uma vantagem do DaVinci, pois ele propicia melhores movimentos durante o procedimento, chegando a 360° de rotação, e possibilita uma atuação mais precisa devido às imagens Full HD em 3D, que permitem ao médico avaliar melhor a anatomia dos vasos e estruturas. A cirurgia robótica se destaca, principalmente, pelos benefícios ao paciente: incisões menores; redução de dor e de sangramento; diminuição dos riscos de transfusão e infecção e redução no tempo de internação no hospital. “Na cirurgia convencional há mais troca de calor e perda de fluidos. Normalmente, o paciente fica 24h na UTI para recuperação, em seguida vai para o apartamento e recebe alta após 72h. Na cirurgia robótica, ele vai direto para o apartamento e, habitualmente, pode ir para casa em 48h”, ressalta o especialista.

Outros hospitais da Rede Ímpar já realizam cirurgias robóticas. O Hospital 9 de Julho, em São Paulo, foi a primeira instituição privada a investir na tecnologia e já fez mais de 3.000 cirurgias desde 2012. O Hospital São Lucas, no Rio de Janeiro, começou a realizar as cirurgias há um ano e meio e já realizou mais de 500 cirurgias.

Além do robô, o simulador Robotix Mentor e o LapMentor Expresse foram adquiridos para treinar cirurgiões e seus assistentes ao mesmo tempo. O Hospital Brasília é um dos primeiros da América Latina a implementar a plataforma completa de treinamento para cirurgias robóticas.

       
Publicidade

Deixe uma resposta