✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Grupo Oncoclínicas inaugura em Recife centro especializado em radioterapia com tecnologia de última geração

Publicidade

O Grupo Oncoclínicas inaugura no próximo dia 12/09, no bairro de Boa Viagem, em Recife, o novo centro de excelência em radioterapia para o tratamento de pacientes com câncer em Pernambuco. Apoiada pela mais alta tecnologia disponível no mercado e por médicos de renome, a unidade representa mais segurança e assertividade nos tratamentos radioterápicos.

O carro-chefe da unidade é o TrueBeam STx, um acelerador linear de fótons de última geração fabricado pela Varian Medical Systems, líder mundial em equipamentos para radioterapia, que tem capacidade para realizar as técnicas mais avançadas de tratamento.

“O acelerador linear presente na unidade em Recife é o mais moderno em operação no mundo, sendo adotado pelos maiores e mais importantes polos de referência em tratamento do câncer nos EUA e Europa. Este é o terceiro centro especializado em radioterapia do Grupo Oncoclínicas a receber este equipamento – os outros dois estão em operação em São Paulo e Minas Gerais”, explica Helio Salmon, Diretor de Radioterapia do Grupo Oncoclínicas.

O Grupo Oncoclínicas Radioterapia também conta com outros equipamentos de ponta à disposição do paciente oncológico, como um Tomógrafo simulador da Siemens e softwares da Varian únicos na América Latina, como o Insightive, Velocity e RapidPlan. Além disso, dispõe de assistência integral e técnicas modernas para tratamentos bem-sucedidos, como a radioterapia de intensidade modulada (IMRT), radioterapia com arcos volumétricos modulados (RapidArc®), radiocirurgia cranial e corpórea (SRS e SBRT), a radioterapia guiada por imagem (IGRT) – que permite tratamentos guiados por imagens de tomografia (CBCT) em tempo real – e a braquiterapia 3D. Além da alta tecnologia, a nova unidade de radioterapia conta com um corpo clínico formado por radio-oncologistas com vasta experiência, entre outros especialistas.

A estrutura inaugurada tem volume inicial de atendimento de até 70 pacientes por dia. A expectativa do Grupo Oncoclínicas é que essa capacidade diária seja ampliada com a instalação de novos equipamentos, dado que a unidade possui estrutura para comportar até quatro aceleradores. “Nosso foco está em garantir o cuidado integral do paciente durante toda a sua jornada, visando a sua qualidade de vida de forma totalmente individualizada. Com este objetivo foi feita a aquisição de 13 aceleradores lineares da Varian, cuja implementação está acontecendo progressivamente nas principais capitais do país. Neste cenário, o centro de radioterapia pernambucano, em 2019 ainda deve receber um segundo TrueBeam, ampliando as possibilidades de atendimento a pacientes de todo Nordeste.”, completa Salmon.

Dose aumentada e menos sessões

A radioterapia é uma modalidade de tratamento não invasivo que utiliza radiações ionizantes para destruir um tumor ou impedir a progressão de suas células com a mínima toxicidade aos tecidos sadios. Nos equipamentos mais antigos, para garantir que o alvo de interesse estava sendo irradiado, era preciso usar um campo de tratamento muito maior do que a área onde o tumor estava localizado. Mas graças ao avanço tecnológico, tornou-se possível administrar doses maiores de radiação de forma completamente precisa e segura, acompanhando em tempo real as movimentações dos órgãos durante as sessões de tratamento.

De acordo com Dr. Felipe Coelho, responsável técnico da nova clínica, as novas técnicas representam um importante avanço para os pacientes oncológicos. “É importante lembrar que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, 60% dos casos de câncer necessitarão de doses de radiação em pelo menos uma fase do tratamento. A radioterapia, além de ser utilizada em alguns casos como tratamento exclusivo, também pode complementar outros tipos de tratamentos e procedimentos, como cirurgias ou quimioterapias”, explica.

O equipamento TrueBeam STx possui também um sistema de monitoramento do paciente, que possibilita acompanhar continuamente a movimentação da área a ser tratada e permite a captação de imagens no exato instante do procedimento, o que ajuda a equipe médica verificar a precisão do posicionamento e a localização da área a ser tratada, fornecendo a radiação somente sobre o tumor. Além disso, o equipamento possui uma mesa com 6 graus de liberdade, permitindo posicionar os pacientes conforme o planejado pela equipe clínica.

Para o especialista, outro ganho está no tempo de tratamento, que poderá ser abreviado. “A eficácia desta tecnologia colabora para a redução do número de sessões de alguns tratamentos, levando mais conforto e segurança ao paciente. Adicionalmente, é preciso frisar que a qualidade da radioterapia efetuada é de vital importância para aumentar as chances de cura”, finaliza Dr. Felipe Coelho. Atualmente, os tumores mais comuns que tem indicação de tratar com radioterapia são os de próstata, mama, cabeça e pescoço, pulmão e ginecológicos.

       
Publicidade

Deixe uma resposta