150 palestrantes, 8 congressos 📣 Já emitiu sua credencial para participar do HIS18? Estamos no último lote! Saiba mais →

Conceito revolucionário de justiça social norteia novo MBA em Gestão da Qualidade, Ética e Equidade em Saúde

Publicidade

Com abordagem inédita no Brasil, curso destina-se à formação e aprimoramento de diretores e líderes de instituições de saúde

Um dos princípios doutrinários do Sistema Único de Saúde (SUS), a equidade em saúde representa um passo adiante no conceito de justiça social. Não é apenas promover igualdade de oportunidades e de distribuição. A ideia é dar mais assistência a quem mais precisa, para eliminar as diferenças. Aliada à ética, a equidade é um fator imprescindível na busca pela qualidade na gestão do setor da saúde, o que vale tanto para instituições particulares e públicas. Esta visão inovadora da busca pela qualidade é um dos pontos-chave do MBA em Gestão da Qualidade, Ética e Equidade em Saúde, fruto de uma parceria entre o Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA), o Instituto Educacional Luterano Bom Jesus (IELUSC) e o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Dona Helena (IDHEP), e que terá a sua primeira turma no próximo mês de julho, em Santa Catarina.

Atualmente, o CBA mantém também parcerias com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e com a Faculdade de Educação em Ciência da Saúde do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP), para a realização de cursos de especialização ou MBA para gestão da qualidade. “Estes cursos são importantes porque nos possibilitam treinar e capacitar um número cada vez maior de pessoas e, principalmente as lideranças”, afirma a médica Maria Manuela Alves dos Santos, superintendente do CBA. “Hoje, está claro que se não tivermos lideranças capacitadas, treinadas e informadas sobre a qualidade, não alcançaremos os padrões de qualidade e segurança importantes para toda a cadeia do processo de cuidado”, conclui.

Único no país

“O tema desse curso vem suprir uma necessidade totalmente inovadora, que é a questão da ética e da equidade. Esse é o diferencial do curso”, destaca a coordenadora geral do MBA, Solange Abrocesi, enfermeira com mestrado e doutorado em saúde pública. De acordo com ela, são esses conceitos aplicados à gestão que vão possibilitar que o profissional assuma um comportamento diferente. “Estamos falando de uma gestão voltada para pessoas, que pense em pessoas, na saúde e na doença, sobretudo naquelas decisões que são críticas. Com esta base, o profissional vai estar preparado para tomar uma atitude subsidiado por conceitos introjetados, no que diz respeito à equidade, pensando na justiça e na igualdade”, completa ela, que é professora do curso de graduação em enfermagem da Faculdade IELUSC.

Coordenador técnico do MBA, o patologista Carlos José Serapião é o idealizador do curso e explica que os temas centrais qualidade, ética e equidade se sustentam no tripé formado pelas instituições que se uniram para a realização do MBA: a estrutura acadêmica do IELUSC, que garantiu o cumprimento de todas as normas para a regularização do curso junto ao Ministério da Educação. Outro ponto é a questão da qualidade e do esforço de melhoria continuada dos serviços de saúde, onde se encaixa a missão do CBA, relacionada à qualidade e a segurança no cuidado ao paciente. E por fim, o Hospital Dona Helena, que através do Instituto de Ensino e Pesquisa, é o principal orientador da estrutura técnica do curso. “A junção dessas três entidades se dá porque cada uma delas tem uma diferente responsabilidade em relação ao novo curso de pós-graduação”, afirma ele que é o coordenador do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Dona Helena e atual presidente da Regional de Santa Catarina da Sociedade Brasileira de Bioética.

Maria Manuela reforça que o MBA tem conteúdo técnico desenvolvido a partir de demandas reais do CBA para a formação de especialistas na área. “O programa do curso está totalmente de acordo com as diretrizes que guiam o nosso trabalho pela melhoria da qualidade e segurança na saúde há 20 anos”, completa ela.

Ética ou compliance?

Aliada ao conceito de equidade, a ética será abordada em diversos aspectos, como conta Serapião. “Começamos com a ética do atendimento do profissional de saúde e os diversos níveis em que se manifesta: a autonomia do paciente, a reprodução assistida, o cuidado paliativo, o cuidado com o final da vida, para citar alguns. Outro componente é a eticidade do profissional frente a essa ação, em que temos um humano cuidando de outro humano. Uma relação que não pode ser poluída por nenhum conflito de interesse. E por fim, temos os profissionais médicos entre si”, destaca ele. O coordenador do curso destaca que paralelamente às questões relativas à ética, surge a discussão a respeito do compliance, que seria a garantia de observação de toda a questão ética de acordo com as melhores práticas, “sem esquecer que estamos tratando de uma empresa que vai lidar com a vida humana, com a dignidade da vida”, reforça ele.

Estrutura inovadora

Não são só os temas do MBA em Gestão da Qualidade, Ética e Equidade em Saúde que são novidade. A estrutura do curso também foi concebida de forma diferenciada. Multidisciplinar, o programa foi dividido em eixos temáticos, para que em cada módulo, os alunos tenham foco nos tópicos propostos dentro de assuntos mais amplos. “Esse curso é inovador também no que diz respeito à transmissão do conhecimento e traz os temas distribuídos dentro desses eixos construtivos”, ressalta Serapião. Responsável pela divisão dos temas, a professora Solange Abrocesi explica que os eixos construtivos se complementam e aprofundam o conhecimento à medida em que o aluno vai progredindo. Ela é taxativa: “não existe no Brasil nem um outro curso de MBA com essa proposta, do que jeito que este está elaborado”, garante.

De caráter multidisciplinar, o MBA em Gestão da Qualidade, Ética e Equidade em Saúde é destinado “a todos os profissionais graduados que tenham interesse na questão da administração, sejam eles advogados, enfermeiros, médicos, psicólogos ou arquitetos. O foco é a gestão, independente da formação”, esclarece a professora.

Para garantir o nível de excelência do MBA, os coordenadores não pouparam esforços para encontrar profissionais com expertise em cada um dos temas e subtemas. “Esse curso tem 10 doutores, 12 mestres e 3 especialistas. Não é um curso para iniciantes”, afirma Serapião. O MBA em Gestão da Qualidade, Ética e Equidade em Saúde está previsto para começar em julho. Com aulas mensais, sempre no terceiro fim de semana do mês, o MBA terá duração de 18 meses e carga horária de 474h, divididas em aulas presenciais, EAD, orientação e elaboração de TCC. As aulas presenciais serão ministradas em Joinville (SC), nas dependências do IDHEP e do IELUSC.

       
Publicidade

Deixe uma resposta