150 palestrantes, 8 congressos 📣 Já emitiu sua credencial para participar do HIS18? Estamos no último lote! Saiba mais →

Com lançamentos programados para 2018, EMS prevê crescimento de 20% no faturamento em genéricos

Publicidade

No dia 20 de maio foi comemorado o Dia Nacional do Medicamento Genérico e a EMS, pioneira na produção e comercialização desse tipo de produto no Brasil, em 2000, e líder do segmento desde 2013, celebra a data com a expectativa de registrar 20% de crescimento no faturamento dessa área até o fim do ano. A empresa prevê dez lançamentos de genéricos para 2018, sendo que três deles são inéditos, e as novidades devem alcançar participação de 2% no faturamento anual da unidade de negócios.

No último ano, a área de genéricos da EMS também avançou, registrando crescimento de 12% em faturamento em comparação com 2016, encerrando o ano com aproximadamente 17% de market share em reais e em unidades. Naquele período, foram R$ 4,4 bi de faturamento e 203 milhões de unidades comercializadas. O laboratório possui o maior portfólio de genéricos do País, com cerca de 500 apresentações de produtos.

“Certamente, o genérico é uma importante alternativa e a EMS oferece esse tipo de medicamento para 96% das classes terapêuticas. A empresa tem muito orgulho de seu histórico de contribuição para a expansão do acesso a medicamentos no Brasil. Os investimentos contínuos e significativos em pesquisa, desenvolvimento e inovação estão diretamente ligados ao compromisso da empresa em promover saúde e bem-estar”, diz Aramis Domont, Diretor Comercial da unidade de genéricos da EMS.

Com preços no mínimo 35% menores do que os dos medicamentos de referência, os genéricos se converteram num poderoso instrumento de ampliação do acesso a medicamentos no Brasil, permitindo que os consumidores consigam dar continuidade a seus tratamentos de forma econômica, segura e eficaz. De acordo com dados da PróGenéricos (Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos), houve crescimento no número de prescrições de medicamentos genéricos no período entre fevereiro de 2017 e 2018. Das 115 milhões de receitas emitidas no País, 34% foram de genéricos, enquanto remédios similares e de referência registraram 33% das prescrições cada. Desde a concessão dos primeiros registros de genéricos no País, há mais de 18 anos, a economia gerada ao consumidor é de R$ 106 bilhões.

Hoje, os genéricos representam 36% do faturamento da EMS (fonte: IMS Health – Ago 2017). A meta da empresa é prosseguir na liderança desse segmento – apostando cada vez mais em medicamentos genéricos de alta complexidade, de difícil desenvolvimento e produção -, além de se manter também no primeiro lugar no mercado farmacêutico total, ocupado há 12 anos consecutivos.

Com mais de 50 anos de história, a EMS possui mais de 90 patentes concedidas pelo mundo e também é detentora de mais de 400 registros de medicamentos no exterior. Além disso, a empresa exporta produtos para mais de 40 países, reforçando o padrão de qualidade internacional adotado. A empresa mantém investimentos em inovação incremental, com o lançamento de produtos com tecnologias exclusivas e inéditas. A inovação radical permanece também como foco estratégico da EMS, que anunciou em 2013 a criação da empresa Brace Pharma nos Estados Unidos. Como uma das farmacêuticas nacionais acionistas da joint ventureBionovis, a EMS aposta ainda no segmento de medicamentos biotecnológicos, considerados o futuro da indústria farmacêutica.

       
Publicidade

Deixe uma resposta