✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

A importância do controle da inflamação subclínica na prevenção de doenças

Publicidade

Juntamente com os radicais livres, a inflamação crônica subclínica é o agente central do processo de envelhecimento do ser humano. Isso porque esse tipo de inflamação – que não se pode observar a olho nu e age de forma silenciosa no organismo – atua como precursora de doenças como a aterosclerose, diabetes tipo 2, câncer, obesidade, artrite, fibromialgia, hipertensão arterial, e outras doenças neurodegenerativas. Devido a uma série de desequilíbrios relacionados ao estilo de vida moderno, como má alimentação, sedentarismo e estresse, por exemplo, um número cada vez maior de indivíduos adquire ao longo do tempo este estado pró-inflamatório. E o resultado disso é a incidência crescente de doenças crônico degenerativas.

Por ser um processo perigoso para a saúde e de evolução silenciosa, é preciso entender os mecanismos, o que leva ao aparecimento da inflamação crônica subclínica, as respostas do organismo a esse processo, e ainda como a inflamação leva às doenças. Esse estudo é fundamental para elaboração de estratégias tanto de tratamento quanto de prevenção. “A bioquímica moderna permite mostrar as interações de hormônios encontrados em nosso organismo, como a melatonina, molécula que possui propriedades que influenciam em diversos sistemas no organismo, como o reprodutor e o imunológico, com as inflamações. Sabe-se, por exemplo, que ocorre a diminuição do ritmo de produção da melatonina durante inflamações”, afirma o médico ginecologista Ítalo Rachid (CRM-SP 114612), presidente da Sociedade Brasileira para o Estudo da Fisiologia (SOBRAF) e diretor-científico do Grupo Longevidade Saudável.

Esse é um dos aspectos apresentados na conferência Fisiopatologia da Inflamação e o Impacto na Prevenção das Doenças Crônicodegenerativas, que o médico Ítalo Rachid irá apresentar durante o III Congresso Latino-Americano da WOSAAM. Rachid vai falar também sobre a importância dos biomarcadores inflamatórios, que permitem avaliar a existência e o grau da inflamação, antes do surgimento de doenças a ela associada.

O evento, destinado a médicos, servirá para troca de experiências e discussões entre profissionais brasileiros e estrangeiros acerca de um conjunto multidisciplinar de soluções para prevenção, detecção precoce e reversão de doenças associadas ao envelhecimento.

O III Congresso Latino-Americano da WOSAAM acontece juntamente com o I Congresso Internacional da Sociedade Brasileira para Estudos da Fisiologia (Sobraf), o VII Simpósio Internacional de Fisiologia Hormonal e Longevidade e o II Workshop de Nutrição Bioquímico-Fisiológica, entre os dias 11 e 13 de outubro, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.

As inscrições podem ser feitas pelos telefones (85) 3064-1679 ou (85)9992-0175. Os eventos acontecem, de 11 a 13 de outubro, no Hotel Maksoud Plaza, Alameda Campinas, 150, São Paulo. A programação completa pode ser acessada no site http://longevidadesaudavel.com.br/iiicongresso/. Mais informações pelo e-mail congresso@longevidadesaudavel.com.br.

       
Publicidade

Deixe uma resposta