This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Uruguai | Copa dos Sistemas de Saúde

By 3 de julho de 2014 Mercado
Uruguai: Sistemas de Saúde, Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação

O Uruguai, oficialmente República Oriental do Uruguai, é uma república democrática representativa, com um sistema presidencial e mandatos de cinco anos. O poder executivo é exercido pelo presidente e por um gabinete de 13 ministros. O país é um dos economicamente mais desenvolvidos da América do Sul, e ocupou, em 2011, o 48º lugar no índice de qualidade de vida mundial e o 1º em qualidade de vida e desenvolvimento humano na América Latina.

Diversas reformas progressistas no começo do século 20 foram responsáveis pela grande cobertura dos serviços de saúde públicos para a população mais pobre. Porém, durante o regime militar entre 1973 e 1985, a qualidade dos sistemas de saúde caíram devido aos cortes de orçamento.

Com o fim do governo militar, em 1985, o Uruguai começou a reerguer seus sistemas de saúde, chegando, em 1985 ao número de 466 habitantes por médico em Montevidéu, igualando-se aos países de primeiro mundo. O problema enfrentado, porém, foi a desigualdade retratada em cidades mais distantes, que chegaram a 1234 cidadãos por médico.

Os sistemas de saúde públicos do Uruguai são conhecidos por terem qualidade de serviço e estarem disponíveis em diversas localizações, porém, ainda enfrentam problemas de cobertura, com clínicas cheias e lentas. Os sistemas de saúde privados, por outro lado, são eficientes, bem equipados e baratos, sendo comparados a serviços entregues nos Estados Unidos.

O setor público é responsável por 25% dos gastos em saúde no país, enquanto os sistemas de saúde privados têm 75% do orçamento. O novo governo, que está no poder desde 2005, está reunindo esforços para aumentar os gastos no segmento público.

A reforma dos sistemas de saúde uruguaios que está sendo realizada desde 2005, propõe mudanças como a criação de um sistema nacional de saúde integrado, a transferência dos serviços de saúde do MPH para uma agência autônoma e a criação de um fundo nacional de saúde.

O Uruguai tem visto necessidades de constantes reformas de seus sistemas de saúde, principalmente por causa do regime militar recente que limitou o orçamento para o setor. O país está tentando reerguer seus serviços e diminuir a desigualdade de cobertura da sua capital para suas cidades mais distantes.

COMO É EMPREENDER NO URUGUAI

  1. Selecionar e reservar o nome da companhia de uma lista de nomes dados pelo portal one-stop shop (www.portaldelaempresa.guy.uy). O procedimento leva menos de um dia e custa 651 pesos, ou 62.78 reais.
  2. Abrir uma conta bancária e depositar o capital inicial. A transação leva um dia e custa 200 pesos aproximadamente, ou 19 reais.
  3. Notarizar estatutos e assinaturas da empresa. O procedimento leva um dia e custa 0.5% do capital + 18.5% de taxas notórias
  4. Incorporar e registrar a companhia em um dos escritórios do “Empresa en el Día”. A transação leva três dias, e os valores estão inclusos no procedimento 5.
  5. Pagar taxas e impostos em qualquer agência de pagamento local. O procedimento leva um dia e tem valores variados.

ALGUMAS STARTUPS URUGUAIAS

Clinixon: Um sistema baseado em nuvem para que pequenas clínicas de saúde monitorem seus pacientes com mais facilidade.

Kinamic: Um sistema que permite a interação com conteúdo digital através de um sensor de movimento que detecta os gestos das pessoas.

Camila Alves

About Camila Alves

Leave a Reply