NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assine

UPA Rio Branco recebe ONA 3

Por 21 de julho de 2014 Mercado

A Unidade de Pronto Atendimento do bairro Rio Branco em Canoas, a UPA Hugo Simões Lagranha, conquista a acreditação ONA 3, nível máximo concedido pela Organização Nacional de Acreditação e chancelado pela Sociedade Internacional para Qualidade na Saúde (ISQua).

A unidade é a terceira UPA no Brasil a receber o selo nível 3, unindo-se a UPAs de Guarulhos (SP) e Recife (PE).

Para o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, o reconhecimento reflete o acerto na decisão de adotar uma gestão compartilhada com entidades filantrópicas.

Já na visão do secretário da Saúde de Canoas, Marcelo Bósio, a certificação deve-se à política que o município vem adotando na qualidade de implantação dos serviços, ao pensar que cada um deles deve fazer a sua parte dentro da rede pública. Bósio citou, em comunicado, a importância da parceria do município com o Sistema de Saúde Mãe de Deus. “Uma estrutura predial e de equipamentos adequada e uma equipe qualificada possibilitam um atendimento resolutivo e com a segurança que o usuário necessita”, comentou.

O empreendimento foi construído com recursos federais, estaduais e municipais na ordem de R$ 2,5 milhões, em 2012, sendo escolhida pela população por via do voto no Orçamento Participativo. O Município investiu ainda mais R$ 1 milhão em equipamentos para a unidade.

Auditoria

Para obter a certificação, uma rigorosa auditoria levou em consideração pontos como estrutura física, quadro funcional (quantidade e qualificação de profissionais), práticas de segurança, capacidade de controle (informações oferecidas aos pacientes e seus acompanhantes), qualidade de atendimento. De acordo com a UPA, a organização dos processos, criterioso cumprimento das práticas e procedimentos de segurança, além do comprometimento da equipe de trabalho, foram os destaques da avaliação final.

Segundo o consultor de Qualidade e Acreditação do Sistema de Saúde Mãe de Deus – que gerencia a UPA – o médico Sérgio Ruffini, os pacientes não aguardam mais de 60 minutos, independentemente do seu quadro. “É um atendimento considerado excelente para casos de baixa gravidade”, avalia. A capacidade de atendimento da unidade é de 300 pacientes por dia.

Portal Saúde Business

Sobre Portal Saúde Business

Deixe uma resposta