This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

Um player integral no ecossistema de prestação de saúde

By 18 de fevereiro de 2019 Destaques, Mercado

“A Veradigm é uma empresa que tem como missão utilizar soluções tecnológicas para criar novos insights. Na nossa visão, no futuro poderemos conectar múltiplas comunidades de forma a unir dados e conduzir um fio único para o melhor cuidado médico”, disse Robert Nauman, Vice Presidente de Soluções para Planos de Saúde. Ele nos recebeu na sede da empresa em São Francisco para uma conversa sobre o funcionamento da empresa, importância para o sistema e pretensões de mercado.

A Veradigm faz parte do grupo Allscripts, o qual também integram a Practice Fusion e empresas como a Evalytica. Cada uma delas tem o seu próprio mercado e mantém as operações razoavelmente independentes. Ao todo, a Allscripts possui seis modalidades de prontuários eletrônicos, desde institucionais, ambulatoriais, aos baseados em comunidades, que juntas, se tornam a maior força em prontuários médicos eletrônicos nos Estados Unidos. A Practice Fusion, se destaca por ser uma das poucas soluções baseadas em nuvem, ao contrário dos mantidos em servidores. Já a Evalytica é um motor analítico que processa grande quantidade de dados e os transforma em insights para os prestadores no ponto de cuidado, na beira do leito.

Em relação aos prontuários eletrônicos, a Allscript tem densidade em quase todo o território americano, com mais de 70 mil instalações em provedores, esse é parte do motivo da importância desse player. Atualmente várias instituições estão conduzindo mudanças na forma como as pessoas interagem com o sistema, e o acesso aos próprios dados médicos faz parte deste movimento.

Mas qual é o impacto disso? Imaginem prestadores contribuindo para um massivo conjunto de dados e conhecimento sendo gerado a partir disso. Ou a capacidade de um especialista ter acesso aos dados da consulta de medicina primária do seu paciente. Ainda um mesmo médico tendo um local único para os seus pacientes, independentemente das várias instituições em que trabalha. A coordenação de cuidado e de informações é algo inovador até mesmo para os Estados Unidos. Os dados devem circular no sistema de saúde para conectar as peças. Um paralelo para o Brasil: planos de saúde, por exemplo, conseguiriam associar dados de sinistros com dados clínicos, de forma a criar um quadro completo de análise.

O foco da Veradigm é integrar sistemas e serviços através de insights baseados em dados para melhorar a eficiência, valor e qualidade na entrega no cuidado de saúde. Isso é alcançado através da integração holística, dados rapidamente disponível na ponta, e fluxo de intervenções azeitado.

Mais de 100 milhões de dados médicos são requisitados por ano, 90% destes ainda são devolvidos por métodos analógicos como papel ou fax. A partir do momento em que modelos de pagamento por valor se tornam mais comuns, haverá maior demanda por transparência e trabalho conjunto entre os players. Isso gerará a necessidade de aumento de eficiência no processo, bem como a sua otimização.

Essas mudanças exigirão que as pessoas pensem no mercado de saúde de forma diferente. Robert aponta que a medicina de precisão e o maior contato de forma personalizada com os pacientes desempenharão grande papel nessa transformação, e deverão ser suportados por tecnologias que apoiem essa comunicação sinérgica, de forma a reduzir os custos de atenção em saúde e agilizar a sua inovação.

“Integrar dados e gerar insights a partir disso é importante porque acreditamos que, no final das contas, isso nos ajudará a aumentar a qualidade da assistência prestada e forçará mudanças, de fato, em como o sistema funciona”, disse Robert, e continua, “Estamos fazendo isso através das diferentes propriedades e alcance dos nossos prontuários médicos, aprendendo padrões e novas práticas por meio da integração dos dados, validando novas metodologias de tratamento, melhoria nos diagnósticos, e provando que não só os médicos, mas toda a comunidade de cuidado pode contribuir de forma global para o paciente. A ideia é ser um player integral no ecossistema de prestação de saúde”

Segundo ele, haverá um ciclo de conexão. Por exemplo, médicos prescreverão mais assertivamente medicamentos, que poderão ser adquiridos por um preço mais acessível pela rede. Os dados de adesão e resultado de exames, através de parceiros, voltarão diretamente para os prontuários eletrônicos. Isso para o benefício dos pacientes, mas, do outro lado, empresas farmacêuticas e de dispositivos poderão aproveitar essa informação para acelerar sua entrada de mercado. “Ajudar a reduzir o lançamento de um produto em meses também colabora para a redução do custo da saúde no geral”. Inclusive, a Veradigm, bem como todo o grupo Allscript, tem trabalhado junto com o Governo Americano para monitorar e controlar a distribuição de opióides, uma crise no país.

“Acreditamos que podemos ser uma empresa de US$ 500 milhões em cinco anos, e contribuir com mais de 25% do crescimento total do grupo. É por isso que estamos reunidos com vocês hoje [Brasil], porque acreditamos nessa rede, acreditamos em todos os ingredientes, mesmo fora da família Allscripts”, finalizou o executivo.

 

Fernanda Fortuna

About Fernanda Fortuna

Engenheira Biomédica pela Universidade Federal do ABC, Fernanda passou um ano na Escócia estudando Engenharia Mecânica. Após retornar ao Brasil, emprendeu na área de robótica e reabilitação. Apaixonada por tecnologia e saúde, hoje atua na curadoria de conteúdo para os eventos Saúde Business Fórum, Hospitalar e Healthcare Innovation Show.

Leave a Reply