This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

UL ajuda a desenvolver tecnologias de armazenamento de vacinas

By 29 de julho de 2020 Mercado

Com um aumento previsto da necessidade de armazenamento de vacinas contra a COVID-19, os testes acreditados pela Organização Mundial de Saúde ajudarão as fabricantes de equipamentos de refrigeração a garantir a credibilidade da refrigeração e a consistência da temperatura que afetam a eficácia geral da vacina

A UL, líder global em ciência da segurança, anuncia que seu Laboratório de Refrigeração em Gurugram, na Índia, recebeu acreditação da Organização Mundial de Saúde (OMS) como um laboratório de testes designado por terceiros para o equipamento de refrigeração utilizado para o armazenamento de vacinas. Isto inclui câmaras frigoríficas, câmaras de freezer, refrigeradores e freezers que funcionam com energia solar, embalagens de cooler e equipamentos relacionados. Além disso, a acreditação da OMS permite à UL realizar testes de garantia de qualidade total, com instalação e colocação locais de câmaras frigoríficas, câmaras de freezer e equipamentos e coolers relacionados.

A acreditação da UL faz parte do programa Desempenho, Qualidade e Segurança (DQS) da OMS. O DQS pré-qualifica produtos e dispositivos para que os estados membros da OMS e as agências de compra das Nações Unidas assegurem sua adequação para uso em programas de imunização. Antes de um produto ou dispositivo ser adicionado à base de dados do programa DQS, ele deve ser testado. O teste de verificação estabelece se um determinado produto de um fabricante específico satisfaz os requisitos das especificações de desempenho relevantes do DQS. Com a acreditação da OMS, a UL passará a realizar estes testes para verificação de desempenho, qualidade e segurança. A UL recebeu a acreditação DQS para equipamentos e dispositivos de refrigeração após demonstrar aos profissionais da OMS a capacidade de conformidade do Laboratório de Refrigeração da UL com as normas ou os códigos de prática apropriados, aceitos nacional e internacionalmente.

A acreditação da UL acontece em um momento em que pesquisadores do mundo inteiro buscam desenvolver uma vacina para a COVID-19. Produzir e aplicar imunizações suficientes para acabar com a pandemia será um dos maiores desafios de produção médica da história. Para tanto, empresas farmacêuticas, fornecedores, governos e organizações sem fins lucrativos estão ocupados, preparando a cadeia de suprimentos para lidar com um elevado número de vacinas necessárias para enfrentar a COVID-19. A cadeia de suprimentos de vacinas envolve não só a própria produção dos componentes da vacina, mas também o armazenamento com temperatura controlada, com a finalidade de manter a qualidade da vacina, desde a sua produção até chegar ao paciente. A incapacidade de manter vacinas em temperaturas corretas, incluindo as utilizadas em programas de imunização contra doenças infantis, pode resultar em degradação da textura, descoloração, danos e crescimento microbiano.

“Enquanto bilhões de pessoas em todo o mundo aguardam ansiosamente uma vacina para a COVID-19, agências governamentais, empresas farmacêuticas e organizações de saúde globais aumentarão a capacidade da rede de frio para a vacina. A manutenção de grandes quantidades em um ambiente que preserva a eficácia da vacina e proporciona aos pacientes o benefício pretendido será fundamental para erradicar a propagação da COVID-19. A UL tem a honra de ser reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como um dos seus laboratórios acreditados

e de desempenhar um papel fundamental na proteção geral da saúde pública mundial”, afirma Todd Denison, vice-presidente e gerente geral da Divisão de Appliances, Sistemas de Aquecimento, Refrigeração, Ar-Condicionado e Iluminação da UL.

Com a acreditação da OMS, a UL também testará equipamentos de refrigeração que funcionam com energia solar, com base nas novas normas da OMS para produtos. O equipamento de refrigeração que opera com energia solar é visto com ótimos olhos, especialmente para a eficácia das vacinas em países que não possuem uma rede elétrica confiável.

“O sistema da OMS de pré-qualificação de produtos de refrigeração atesta que equipamentos e dispositivos aprovados cumprem normas específicas de desempenho, qualidade e segurança, adequadas às condições necessárias. Além disso, significa que eles apresentam características de segurança de ponta a ponta, ajudando a garantir que não sejam causados danos aos usuários, pacientes ou ao ambiente durante o ciclo de vida de um produto”, ressalta Suresh Sugavanam, vice-presidente e diretor-geral da UL na Ásia Meridional e África Subsaariana. “A acreditação da UL ajuda a garantir que os produtos cumprem estas especificações, ao mesmo tempo em que fortalece a credibilidade da infraestrutura mundial de armazenamento de imunização”.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.