This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Sírio-Libanês dobra capacidade com duas novas torres

By 23 de abril de 2015 Mercado
Sírio-Libanês

Em época de intensa escassez hídrica e energética em São Paulo, o Hospital Sírio-Libanês inaugurou duas torres no complexo da Bela Vista justamente idealizadas com o intuito de minimizar o impacto ambiental de um empreendimento de 155 mil m² e 355 novos leitos.

Além da preocupação com a sustentabilidade, a obra de modernização, que contou com investimento de R$ 1,4 bilhão desde 2009, início do processo de expansão, foi arquitetada em direção ao conforto dos pacientes. Visivelmente contente pela inauguração, o superintendente corporativo, Gonzalo Vecina, lembrou de detalhes como pisos antirruídos e janelas que ajustam a luminosidade do ambiente.

Alguns dos diferenciais das unidades são a reutilização de água, uso de madeira de reflorestamento, elevadores inteligentes, controle de resíduos, persianas que controlam a temperatura, suítes que variam entre 40 a 60 m² e uma usina de geração de energia com quatro geradores, capaz de assumir o fornecimento de eletricidade durante 60 horas em caso de blecaute.

Em seu discurso, Vecina fez questão de nomear e agradecer uma vasta gama de fornecedores do projeto, ressaltando que “não foi estabelecida uma relação estritamente comercial com nenhum fornecedor, mas de parceria”. “Todos nós aceitamos o desafio de sonhar e, agora, tornar concreto”, disse.

O superintendente citou várias vezes a intenção de construir um Brasil melhor e de realizar, por meio desse investimento, mais filantropia, incluindo pesquisas e atividades de ensino. Em 2014, por exemplo, mais de 20 mil profissionais do SUS participaram de atividades do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa (IEP).

Com um discurso sempre tocante, Vecina deixou a seguinte mensagem, ou melhor, dona Violeta Jafet foi quem deixou (ex-presidente da Sociedade), pois o superintendente apenas repetiu seus ensinamentos: “para construir um mundo melhor, três coisas são necessárias: amar, isso não sendo suficiente, é preciso perdoar e esquecer”.

Além da diretoria executiva, a instituição filantrópica permanece sendo movida pela Sociedade Beneficente de Senhoras, presidida hoje pela Vivian Abdalla Hannud.

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply