This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Qual o impacto financeiro do medo de cometer um erro médico?

By 17 de setembro de 2014 Mercado
erro-médico-medicina-defensiva-empreender-saúde

Um dos maiores medos dos médicos americanos é a de sofrerem processos legais por erro médico. Em uma pesquisa realizada, foi constatado que mais de 70% dos médicos entrevistados já tinham sido processados por mal-prática ao longo de suas carreiras. O impacto deste medo é mostrado em pedidos de testes excessivos e altos custos desnecessários para os tratamentos.

A medicina defensiva, nome dado ao abuso de pedidos de testes e procedimentos por medo de processo de erro médico, custa, em média, $46 bilhões todos os anos nos Estados Unidos. Esta previsão foi feita de maneira indireta, avaliando o comportamento de médicos no país, mas já nos mostra o impacto que isto pode ter nos custos finais do sistema.

Estes valores, se trazidos para per capita, mostram que a média de custo de um paciente foi de $1.695 e, desses, $226, foram gastos desnecessários pela medicina defensiva.

Segundo a visão de alguns jornalistas americanos, os médicos passaram a pedir exames desnecessários sem que ao menos se dêem conta disso. O que é por medo passou a ser rotina clínica e eles não deixam de pedir um exame caso não seja direcionado aos sintomas do paciente. Afinal, “não custa nada”.

No gráfico a seguir, podemos ver que tipos de práticas são mais pedidas sem que sejam necessárias. Pode ser notado, que, nas categorias especificadas, o diagnóstico radiológico é o que é pedido em maior proporção, seguido do diagnóstico cardiológico e do diagnóstico laboratorial. Todos estes apresentam um receio ao erro médico que se reflete em altos custos. Deve-se pensar que o valor do tempo livre de um médico se transforma em capacidade produtiva, ou seja, um paciente com um pedido de exame desnecessário atrasa o procedimento para um paciente que realmente precisa dele.

medicina-defensiva-gastos-paciente

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply