This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Os mais influentes em saúde digital no mundo

By 16 de julho de 2014 Mercado
HealthXL - Saúde Digital

Durante os dias 29 e 30 de maio, o Empreender Saúde foi até Dublin, Irlanda, acompanhar a final da competição global proposta pela HealthXL, iniciativa da IBM Venture Capital, encabeçada por Martin Kelly – o evento ocorreu num dos prédios mais históricos da cidade, o Royal College of Physicians of Ireland. O intuito do programa, segundo Martin é bem simples: “juntar as pessoas que perseguem a inovação na saúde através da saúde digital”. Dessa vez, fizeram de um modo diferente: através de uma competição, para procurar os “Healthees”. Ou seja, não estavam procurando por soluções ou companhias, mas sim indivíduos. Indivíduos esses que possuem essa mesma missão do HealthXL em torno de todo o globo. Foram feitas etapas locais, na: África, America Latina, Ásia Pacífica, Europa e Irlanda, em busca do mais inovador.

Um pouco sobre cada finalista:

Jason Berek-Lewis da Ásia Pacífica: apresentou a sua iniciativa, Healthy Startups, baseada na Austrália. Ela se trata de uma consultoria de marketing e media social voltada para a área da saúde digital. Eles ajudam a desenvolver e executar uma estratégia, seja ela com foco em lançar uma marca, um produto, desenvolver um site próprio, construir uma integração com as redes sociais, gerir comunidades, ou dando treinamento para o staff da empresa a fim de melhorar o branding da empresa. Jason também contou que o intuito é atingir boa parte do globo através dos contatos que fez no Health XL.

Magdala Novaes, professora da Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), da América Latina: ela explorou um dos grandes problemas apresentados pelo extenso território brasileiro, a má distribuição de recursos, sejam eles tecnológicos ou humanos. Suas iniciativas consistem numa melhor abordagem e aplicação da telemedicina e tele-educação. Com isso, é uma das principais pesquisadoras da área e coordena o NUTES (Núcleo de TEleSaúde).

Lucien Engelen, representante da Europa: ele foi o primeiro profissional da saúde digital na Europa a entrar para o programa Explorer do Google Glass. Além disso, é um dos Influencers do LinkedIn. Está a frente do Radboud REshape Innovation Center, onde tem como missão mudar a saúde através do uso da tecnologia, com um maior empoderamento do paciente.

Leonora O’Brien, representante da Irlanda: a fundadora da Phamapod iniciou sua apresentação em tom jocoso, ao dizer que a Irlanda deveria ganhar a competição por situar-se entre a América do Norte e a Europa, sendo portanto uma passagem obrigatória. Talvez essa não seja o motivo real da importância desse país, mas é notório que a região vem atraindo muita atenção de investidores internacionais. Não diferente é a sua startup, que propõe melhorar a segurança do paciente ao ajudar farmácias a manter altos padrões. Ela faz isso com um software que grava e analisa erros medicamentosos, e gera dados para prevenção desses incidentes.

Byrite Asamoah, representante da África e o grande vencedor da etapa global do HealthXL: ele mostrou os principais problemas enfrentados pelo continente, que consistem em um grande mercado de drogas falsificadas, um fraco sistema financeiro e escacez de sistemas de informação voltados para a saúde. Além disso, mostrou as oportunidades de negócio da África, no setor médico, visto que 80% da população possui celulares, há por volta de 110 milhões de usuários de internet e 70% da população é alfabetizada. Na sua terra natal, Byrite está a frente da Vantage Medical Solutions, que inclui diversas soluções, como call centers médicos, teletriagem, serviços de aconselhamentos de saúde digital e programas corporativos de bem-estar.

Também foram estabelecidos os Moonshots, objetivos do programa HealthXL, que são: aumentar a expectativa e qualidade de vida através do uso do Big Data; monitorar a saúde de todos, em todos os lugares a todo o tempo; e milhões de corações batendo mais jovens, fortes e por mais tempo. Ambiciosos, sim, mas possíveis.

Thiago Sato de Castro

About Thiago Sato de Castro

Leave a Reply