This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

+100 PALESTRANTES Saiba quem estará nos palcos do HIS19. 🎙 Clique aqui

O Segredo da Estratégia Digital da Eli Lilly no Setor Farmacêutico

By 17 de julho de 2014 Mercado
Estratégia Digital no Mercado Farmacêutico

Quando se trata de estratégia digital, a indústria farmacêutica tende a ir devagar e com cuidados, por causa dos riscos associados ao FDA, Anvisa ou outro órgão regulador sobre as leis de marketing em saúde e propaganda de medicamentos. No entanto, a indústria reconhece a necessidade de inovar e atingir segmentos novos da população através de mídias sociais.

Eli Lilly and Company, a gigante farmacêutica baseada em Indianápolis, tem oferecido sua própria estratégia digital há 7 anos. O site é chamado Lilly for Better Health e a versão mobile acabou de ser lançada.

“[O site] não é, de forma alguma, relacionado ao espaço comercial, ele não é produto-orientado. “, disse Pauline Coderre, uma consultora para educação em saúde no Lilly e para a estratégia digital completa do Lilly for Better Health. “Ele faz parte do Lilly, mas não é um site promocional. Nós temos menos riscos que outras partes da empresa no que diz respeito ao FDA. Então, estamos em um lugar único na empresa para testar diferentes tecnologias que nós não poderíamos arriscar no lado comercial”

O portal oferece, como parte da estratégia digital, um amplo conteúdo de saúde para os consumidores, tentando abranger o maior número de pessoas com assuntos variáveis de acordo com as estações, as celebrações e condições comuns. O site também apresenta uma base de dados de recursos em formato de artigos, vídeos e ferramentas interativas. O site está em inglês e espanhol com tudo otimizado para as duas línguas.

“Eu monitoro os devices usados no nosso site. Eu acompanho as tendências e garanto que, em qualquer device, a experiência do usuário e o acesso sejam agradáveis. Se eu vir mais pessoas usando tablets, este é um indicador de que eu tenho que estar lá para eles.”

Uma das limitações que temos no site é que não conseguimos informações sobre os visitantes, que é garantido por HIPAA e pela regulação do FDA em relação à interação das farmacêuticas com os pacientes.

“Todos os pequenos elementos que adiciono no site são um risco maior, porque estou trabalhando com o executivos muito conservadores. Então toda vez que digo “quero fazer isso”, eu tenho muitos passos para deixá-los confortáveis de que isso não é um grande risco para a empresa, ou que é um risco que nós estamos dispostos a correr. E colocamos, em todas as nossas conversas, o benefício para o paciente e a importância de apoiá-los”.


Traduzido e adaptado de: MobiHealthNews

Nathalia Nunes

About Nathalia Nunes

Fonoaudióloga formada pela FMUSP, com MBA em Economia e Gestão em Saúde na UNIFESP e apaixonada por comunicação, negócios e tecnologia em saúde. Na Live, trabalho com Marketing, Pesquisa e Conteúdo, tanto na produção de materiais editoriais e de pesquisa, quanto na difusão de temas e ações relacionados a negócios em saúde.

Leave a Reply