This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

O que sustenta a sua marca de saúde?

By 26 de setembro de 2011 Mercado

Oitenta e cinco anos de história só são factíveis com uma marca consistente e condizente com a estratégia da empresa. Para dar perenidade aos negócios, o Grupo Fleury aposta nas pessoas como alicerce. ?Preparamos as gerações para perpetuar a marca da empresa, que tem um forte poder atrativo?, ressalta o presidente do Fleury, Omar Hauache.
A sustentabilidade de uma marca foi um dos temas do Intercâmbio de Ideias, do Saúde Business Forum deste ano. Hauache apresentou a experiência do Fleury, voltada para o desenvolvimento de líderes e profissionais comprometidos com os valores da companhia.
Programas de trainee, formação de gestores, enfermeiros, remuneração diferenciada, metas compartilhadas, entre outras ações, fazem parte do desenvolvimento das pessoas. Tudo para inseri-los na missão de prover soluções completas e integradas, que visam resolver o problema ou situação do cliente.
Na opinião do superintendente do Hospital Nove de Julho, Luiz de Luca, marca está ligada à segmentação e diferenciação. ?Eu não posso ter a mesma estratégia que o meu concorrente. O setor tem de ser mais agressivo ao tratar os concorrentes?, diz de Luca.
Ainda de acordo com o executivo – também um dos palestrantes do Intercâmbio – quatro caminhos são imprescindíveis para a consolidação de uma marca sustentável. São eles: análises das oportunidades de mercado; seleção dos mercados-alvo e posicionamento competitivo; desenvolvimento do mix de marketing e gerenciamento do esforço de marketing.
Diferenciação é a característica perseguida pelo Fleury que, nos últimos nove anos, adquiriu 26 companhias. A rede de medicina diagnóstica Labs D?Or foi a maior delas, por R$ 1,04 bilhão, no final do ano passado. A rede é líder em exames por imagem no Estado do Rio, com 57 unidades de atendimento.
Ao integrar cerca de três mil funcionários aos seis mil já existentes, o grupo tem um desafio brutal em mãos. ?A transição será muito cautelosa. É um desafio sem precedentes. Por isso trabalhamos com auxílio de consultoria, estudando as marcas adquiridas para nos adaptarmos a elas também. Isso não acontece da noite para o dia. Temos o cuidado de não destruir valor?, explica Hauache.
Recentemente, o grupo anunciou a unificação de 13 de suas 16 marcas e criou uma nova bandeira, a ?a+ Medicina Diagnóstica?, voltada para o atendimento das classes B e C, que já representam cerca de 30% das atividades do grupo.
A mesa composta por instituições de diferentes portes congregou experiências distintas de sustentabilidade de marca. O laboratório Salomão & Zoppi, por exemplo, é referência de qualidade entre os médicos e não abre mão de sua gestão familiar. ?É possível ser pequeno e ser relevante. Exame não pode virar commoditie. Encaro a incorporação como algo perigoso. É mais fácil administrar uma cultura que é sua. Os médicos sabem exatamente como pensamos. Não temos a menor intenção em abrir capital?, afirma Paulo Zoppi, sócio do laboratório.
Apesar dos diferentes players que compõe o segmento, alguns aspectos em comum foram levantados para a construção de um caminho sustentável. Gerar diferenciação, criar propriedade, ser relevante e manter a consistência. Tais diretrizes direcionam o produto ou serviço, independente do setor, a um lugar distinto e valorizado na mente do consumidor-alvo.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply