This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

O cenário brasileiro futuro retratado pelo Brazil Summit 2015

By 29 de outubro de 2015 Mercado

O cenário brasileiro futuro foi foco do Brazil Summit 2015, organizado pelo The Economist nesta terça-feira (27/10). Entre os obstáculos nacionais estão a falta de acesso a investimentos e liquidez e a desaceleração da China. A economia, de acordo com a Irene Mia, da unidade de inteligência do The Economist, irá sofrer contrações em 2016 e 2017, com taxa de inflação mal controlada, dívida externa aumentando e taxa de câmbio mantida a quase R$4 para US$1.

Isso se traduzirá em dificuldades para manter os investimentos estrangeiros, aumentar a baixa confiança dos consumidores e, colaborado pelo cenário político, minar a competitividade brasileira.

Pedro Parente, presidente do Conselho da BM&FBovespa, vê que a crise atual não será solucionada com o ajuste fiscal sendo aprovado pelo congresso. De acordo com ele, o Brasil está inserido num trama fiscal incoerente, acumulada ao longo de 1991 a 2015. O sistema do Brasil, que aumentou os gastos governamentais juntamente com a expansão da economia neste período, não conta com ajustes necessários para acomodar a nossa realidade, estando o governo sujeito a deterioração cada vez maior.

Citando Tom Jobin “Brasil não é para iniciantes”, Parente também fala sobre o estigma que as empresas, empresários e empreendedores sofrem na economia brasileira – retratados como parasitas e demandantes ilegítimos do sistema político-econômico nacional. Citando vários números, como o tempo médio de processamento dos impostos, burocracia e leis trabalhistas, finalizou com a dificuldade dos políticos brasileiros em enxergar onde estamos, para onde queremos ir e o caminho para percorrer essa trajetória.

As sessões do panorama econômico e político do Brasil contou com um clima mais sombrio em relação ao futuro, com o Fernando Gabeira citando a crise ética e social que se agrava e a Monica de Bolle, fellow do Peterson Institute, que detalhou as dificuldades no campo econômico e a inabilidade do governo em solucionar os problemas.

Talvez o mais otimista nestes dois painéis foi o Axel Christensen, chefe de investimentos estratégicos para a América Latina e Iberia da BlackRock, que cita a procura de oportunidades de investimentos pela empresa e a atração de investidores que enxergam oportunidade nesse clima de pessimismo para encontrar oportunidades.

Tymo Nakao

About Tymo Nakao

Estou interessado na mente humana e comportamentos, processos de decisão, criatividade, design, projetos interdisciplinares e conhecer pessoas. Cubro educação, empreendedorismo, inovação, criatividade, investimentos e "food for thoughts" --- I am interested in the human mind and behavior, decision making process, criativity, design, interdisciplinary projects and meeting people. I cover education, entrepreneurship, innovation, crativity, investments and provide food for thoughts.

Leave a Reply