NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assine

Novos negócios e relacionamento fundamentam estratégia brasileira na Medlab

Por 16 de janeiro de 2019 Mercado

Pelo terceiro ano consecutivo o Brazilian Health Devices, projeto setorial executado pela ABIMO em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), montará um pavilhão brasileiro durante a Medlab. A feira, que será realizada entre 4 e 7 de fevereiro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, é reconhecida como o principal evento do setor de laboratório do Oriente Médio e do norte da África. Para a indústria brasileira, representa uma excelente oportunidade de fomentar novos negócios e fortalecer o relacionamento com os clientes já consolidados.
“Até 2016 a Medlab era realizada dentro da Arab Health mas, desde 2017, devido ao aumento da demanda do setor de laboratório nos Emirados Árabes, a feira passou a acontecer de forma independente. Esta será a nossa terceira participação e a expectativa é muito boa. Acreditamos que o evento já está mais consolidado e mais conhecido nos mercados próximos à Dubai”, comenta Karina Yamamoto, coordenadora de promoção comercial da ABIMO.
Com caráter global, o evento reúne cerca de 590 expositores de mais de 46 países e chega a receber cerca de 20 mil profissionais de laboratórios médicos, de 90 nacionalidades diferentes, em busca de novidades. Apresentando as mais recentes e inovadoras soluções, desde dispositivos e equipamentos até mesmo testes de diagnóstico, instrumentos, reagentes e descartáveis, a feira se apresenta como uma plataforma de impulsionamento para a indústria do setor.
“Iremos para Dubai a fim de consolidar negócios que iniciamos nos anos anteriores e manter relacionamento com nossos clientes da região”, comenta Danilo Andrade, do departamento de comércio exterior da Bioclin, uma das marcas que estará no pavilhão nacional. Apresentando prioritariamente sua linha de reagentes de laboratório, a empresa busca contato com países como Afeganistão, Bangladesh, Egito, Irã, Jordânia, Omã e Paquistão.
Seguindo a mesma estratégia, porém com foco em todos os países da comunidade árabe além de outros asiáticos e africanos, a Lupetec estará pela quinta vez no evento em busca de negociações comerciais e networking. Participamos para gerar novos negócios e amadurecer o contato com distribuidores”, explica Caio Cesar Martins, gerente de comércio exterior, que informa que a marca lançará globalmente seu processador automático de tecidos, equipamento atualmente comercializado apenas no Brasil e que é utilizado em laboratório de anatomia patológica para processamento rápido de cortes histológicos.
A presença da indústria brasileira produtora de equipamentos e artigos para laboratórios na Medlab 2019 é uma das estratégias do setor para equalizar a balança comercial, visto que as importações apresentam movimento de forte recuperação após período de queda, e as exportações interromperam a trajetória de recuperação em 2018 após experimentar crescimento na ordem de 10% em 2017. Hoje, a análise da vertical de laboratórios, aponta uma balança comercial deficitária em US$ 693 milhões no período entre janeiro e setembro de 2018.
Além da Bioclin e da Lupetec, o pavilhão brasileiro da Medlab 2019 receberá a Labtest e a BioBrasil. O evento também promoverá conteúdo especializado por meio de 12 conferências lideradas por um comitê científico que garante o debate dos mais recentes temas do segmento.

Portal Saúde Business

Sobre Portal Saúde Business

Deixe uma resposta