This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

⚠️ Hospital Albert Einstein, Rede D'Or, Amil, DASA, Fleury... todos no HIS. E você? Clique aqui

Tendências para 2015 na Saúde Digital dos EUA

By 9 de março de 2015 Mercado
Tecnologia a favor da terceira idade e idosos

Quando a Organização Mundial da Saúde lançou o Guia Age-friendly Cities, em 2007, Nova York foi uma das primeiras cidades a atender a convocação de se tornar uma cidade mais amistosa aos idosos. Desde lá, vários projetos com essa finalidade foram desenvolvidos na cidade, até chegar o dia de hoje, com 10 dessas iniciativas em curso (veja lista completa aqui). Uma delas é a iniciativa Age-friendly local business, que procura estimular negócios locais a se preparem a atender melhor os idosos (e todas as idades, porque as características age-friendly beneficiam a todas faixas etárias). Esse enfoque é dado porque os negócios locais, como pequenos comércios de bairro, são, segundo pesquisa feita pelos responsáveis por desenvolver o projeto, os que os idosos mais frequentam. Para conhecer mais sobre o que essa iniciativa vem fazendo pelos negócios locais e pelos idosos de Nova York, entrevistei Dana Martens, coordenadora do projeto, que é tocado pela New York Medicine Academy.

1) Como a ideia de desenvolver uma iniciativa voltada para tornar os negócios locais mais amistosos aos idosos surgiu?

A iniciativa pelos negócios locais Age-friendly começou como uma forma de educar empreendedores de pequenos negócios sobre o mercado consumidor idoso, o que querem e qual a melhor forma de atender suas necessidades. A iniciativa surgiu da iniciativa mais ampla Nova York amiga do idoso (Age-friendly NYC) – que foi lançada em 2007 pela Academia de Medicina, a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Nova York.

Uma parte importante do trabalho que fazemos é de garantir que a voz dos idosos seja ouvida. Para começar esse trabalho, nós conversamos com 1,500 idosos sobre os desafios e benefícios de envelhecer em Nova York.

Nós descobrimos que os idosos queriam se manter ativos e envolvidos em suas comunidades, inclusive fazendo compras nos comércios locais, mas que, por vezes, tinham dificuldades por conta dos desafios ligados ao envelhecimento. Os negócios locais podem contribuir para mudar isso. Os idosos são um mercado consumidor importante: atualmente há aproximadamente 1,5milhão de pessoas com 60+anos vivendo em Nova York, e metade do gasto com consumo na cidade vem de adultos com mais de 50 anos. Isso representa US$70 bilhões anualmente.

2) Quais são os principais objetivos da iniciativa pelos Negócios Locais Age-friendly?

O objetivo da iniciativa é dar assistência aos negócios para que identifiquem, promovam e melhorem suas características age-friendly de modo a garantir que todas as faixas etárias possam ter acesso a uma variedade de bens e serviços. Fazendo mudanças pequenas, de baixo ou nenhum custo, no marketing, design e atendimento ao cliente, um negócio pode melhorar a experiência de compra dos idosos, e de todos os consumidores.

3) Quais são os resultados obtidos até agora?

Desde que a iniciativa começou, nós educamos mais de 1000 negócios locais na cidade de Nova York sobre como identificar, promover e melhorar suas características age-friendly. No ano passado, nós construímos parcerias com organizações de suporte a negócios, como câmaras de comércio, Business Improvement Districts (BIDs), e associações comerciais, e também com associações de base comunitária.

Nós também estamos seguindo o exemplo de agências municipais de suporte a negócios como o NYC’s Department of Small Business Services (Departamento de pequenos negócios de Nova York), ao adotar um foco de vizinhança em nosso trabalho e criar ferramentas e recursos que ajudam as organizações de suporte a negócios a melhor servir suas comunidades.

Em 2015 o Programa Age-friendly NYC (que engloba todos os projetos e iniciativas age-friendly da cidade) recebeu financiamento da Câmara Municipal para expandir seu trabalho a 10 novos bairros. Os negócios locais são parte central das comunidades e serão importantes parceiros no sentido de tornar as suas vizinhanças mais amigáveis aos idosos.

4) Quais são os principais desafios para expandir a iniciativa pelos negócios locais age-friendly?

O principal desafio é convencer os donos de negócio que fazer as mudanças necessárias para ser mais amigável aos idosos vai melhorar o desempenho de seus negócios. Fazer tais mudanças, especialmente as mais significativas, é um investimento. Se por um lado os proprietários reconhecem que ser age-friendly é bom para os idosos e para a comunidade, poucos entendem quão bom isso seria para seus negócios, em termos financeiros e de reputação. Para lidar com essa dificuldade, nós juntamos dados de mercado, sobre consumidores idosos, e estamos pesquisando com idosos sobre seus hábitos e preferências de consumo. Nossa meta é mostrar como e porque investir nesses melhoramentos é bom para todos.

5) Você poderia compartilhar um case de adaptação age-friendly bem sucedida?

Um negócio com características amigáveis aos idosos com o qual temos uma longa história é o Brooklyn Swirl em Bedford-Stuyvesant (Bed-Stuy) Brooklyn. O Brooklyn Swirl é a primeira e única loja de frozen yogurt em Bed-Stuy. Quando nós começamos a trabalhar com o Brooklyn Swirl, o dono do negócio, Jean Alerte, já oferecia descontos em certos horários para os idosos, todos os dias da semana. Ele dizia que os idosos ajudaram a construir a comunidade e que permitiram com isso que pessoas como ele se tornassem empreendedores e alcançassem o sucesso, de forma que era sua retribuição. Após o início da nossa parceria, Jean instalou uma rampa de acessibilidade, abriu mais espaço entre os assentos e os corredores e também no deck externo. Nós ajudamos a promover o Brooklyn Swirl junto à comunidade local e a nossa rede de contatos. A maior parte dos pequenos negócios tem orçamento reduzido, então qualquer oportunidade de marketing gratuito os beneficia. Devido a nosso trabalho em conjunto, o Brooklyn Swirl ganhou visibilidade local, nacional e até internacional, e suas características age-friendly foram usadas várias vezes como exemplo. Nós também contribuímos para que o Brooklyn Swirl ganhasse um prêmio de US$1000 da Coalition for the Improvement of Bedford-Stuyvesant (Coalizão pela melhora de Bedford-Stuyvesant) com a finalidade de instalar um banco age-friendly dentro da loja.

Foto: The New York Academy of Medicine

Foto: The New York Academy of Medicine

Foto: The New York Academy of Medicine

Foto: The New York Academy of Medicine

Resumo

Numa cidade com características amigáveis, os idosos podem permanecer mais tempo engajados e ativos em suas comunidades. Quando os negócios fazem pequenas mudanças age-friendly, os idosos e todos os clientes se beneficiam, além dos próprios empresários. A Iniciativa pelos Negócios Locais Age-friendly vai continuar a dar suporte às vizinhanças de Nova York para que sirvam suas comunidades e tenham melhores retornos em seus negócios também.

Antônio Leitão

About Antônio Leitão

Leave a Reply