This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Hospital do Servidor de São Paulo reduz permanência de pacientes na UTI

By 26 de dezembro de 2003 Mercado

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Servidor Público Estadual, de São Paulo, conseguiu reduzir o período de internação dos pacientes e aumentar o atendimento. Antes, o doente permanecia em torno de oito dias na unidade; atualmente fica em média quatro dias e meio, sem queda de qualidade do serviço. A maioria dos pacientes tem entre 67 e 70 anos e é do sexo masculino. Aproximadamente 30% deles dão entrada na UTI com sepse, inflamação generalizada, causada por infecção, que compromete diversos órgãos do corpo, informa a assessoria de imprensa do Iamspe . A sepse é a mais comum das patologias da terapia intensiva. Nos idosos, o índice de mortalidade chega a 60%. Desde janeiro deste ano, o hospital adota medidas que reduzem a taxa para 40%. ?Nosso trabalho começa com diagnóstico precoce, utilizando corticóides em baixa dose, fazendo rigoroso controle da glicemia e ventilação mecânica, indo até o emprego de novos medicamentos específicos para a cura deste mal?, informa o diretor da UTI, Ederlon Alves de Carvalho.
Ele assegura que a UTI do Hospital do Servidor é a pioneira entre as instituições públicas brasileiras a adotar o medicamento Drotrecogina Alfa Ativada. A droga, lançada no País em 2002, é utilizada desde junho. Funciona como anticoagulante e antiinflamatório e é aplicada durante 96 horas na veia do paciente, em dose calculada de acordo com o peso. ?De cada 10 pessoas que entram na unidade com essa condição, seis saem recuperadas?, afirma Ederlon.
Companhia de familiares
A UTI recebe pacientes de origem clínica e principalmente cirúrgica. Atendeu neste ano cerca de 1, 3 mil pessoas, 15% mais que no ano anterior e 120% superior ao número de oito anos atrás. Mesmo com o aumento da demanda, a unidade conseguiu reduzir o índice geral de mortalidade dos pacientes de 35% para 20% e os familiares podem permanecer na enfermaria do setor por um período de 5 horas por dia, das 11 às 16. Na maior parte das UTIs, informa o diretor, o horário de visita não ultrapassa 20 minutos.
A unidade dispõe de 20 leitos, 30 médicos, 14 enfermeiros, oito fisioterapeutas, psicóloga, administradora, 95 técnicos e auxiliares de enfermagem e três secretárias. No serviço de apoio, há farmácia, laboratório, anatomia patológica, nutrição, segurança e limpeza, disponíveis 24 horas por dia. Toda quarta-feira, no final da tarde, cerca de 40 profissionais da UTI se reúnem na biblioteca do hospital para atualização científica dos trabalhos realizados na área.
O médico informa que o setor desloca pacientes estáveis, mas que ainda requerem cuidados, para a unidade semi-intensiva. ?A medida faz com que sobre espaço físico na UTI para atender à demanda por casos graves?.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply