This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Fundação ABC inaugura laboratório ginecológico

By 30 de junho de 2003 Mercado

A Faculdade de Medicina da Fundação do ABC inaugura amanhã (dia 1 de julho) o Ambulatório de Vulvovaginite (inflamação na vulva e na vagina), voltado para pesquisa e tratamento gratuito de pacientes com queixas no trato genital inferior. O objetivo do Ambulatório não é apenas realizar uma consulta padrão, mas sim o atendimento completo e o acompanhamento contínuo das pacientes, que só deixarão o local após estarem definitivamente curadas.
“A vulvovaginite é a queixa mais comum das mulheres nos consultórios ginecológicos. Nosso papel será diagnosticar a verdadeira causa da dor, identificar os agentes dessa causa e providenciar o devido tratamento. Muitas vezes as pacientes saem da consulta com a receita, mas não tem condições financeiras para a compra dos remédios. Como o intuito desse projeto é o acompanhamento médico para pesquisa, a disciplina firmou parcerias com laboratórios farmacêuticos e as mulheres atendidas sairão não somente com a receita, mas receberão também os medicamentos necessários gratuitamente”, explicou o Dr. Milton Jorge de Carvalho, ginecologista da Faculdade de Medicina do ABC.
O local contemplará os três requisitos básicos que regem a Fundação do ABC: ensino, assistência e pesquisa. O atendimento do novo ambulatório será direcionado a uma linha de pesquisa que visa identificar as causas e apontar o melhor tratamento para a vulvovaginite. Serão avaliados todos os fatores envolvidos e realizados diversos exames bacteriológicos, em uma parceria da disciplina com o Laboratório de Análises Clínica da Faculdade.
O diagnóstico desse tipo de doença parece simples, mas é multifatorial e depende de diferentes aspectos, como fatores alérgicos, orgânicos e de higiene íntima, responsáveis pelo aumento da incidência das queixas e do número de casos não solucionados.
Devido a complexidade do atendimento e por não ser um procedimento superficial e sim de pesquisa, serão atendidos no máximo 15 pacientes por semana. Diariamente participarão do Ambulatório um médico ginecologista e uma enfermeira. Já o setor de Análises Clínicas contará com um técnico farmacêutico e um médico, além do acompanhamento e auxílio dos residentes em Ginecologia e Obstetrícia em ambos locais.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply