This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

HOSPITALAR 2019 Já emitiu sua credencial gratuita? Clique aqui

Emprego na saúde suplementar registra alta recorde

By 19 de novembro de 2018 Mercado

O número de trabalhadores na cadeia da saúde suplementar (que engloba os fornecedores de materiais, medicamentos e equipamentos; prestadores de serviços de saúde; operadoras e seguradoras de planos de saúde) registrou alta recorde no “Relatório de Emprego na Cadeia da Saúde Suplementar”, boletim mensal do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). O levantamento aponta que o total de pessoas empregadas formalmente no setor cresceu 3,1% no período de 12 meses encerrado em setembro de 2018, enquanto o total de empregos formais do conjunto econômico nacional apresentou avanço de 0,9% no mesmo período.
“Em 18 edições da publicação, é a primeira vez que o total de empregos no setor se expande acima de 3% na comparação anual”, comenta Luiz Augusto Carneiro, superintendente executivo do IESS. “Desde o lançamento do relatório, em abril de 2017, o setor de saúde suplementar sempre foi um contraponto com o total da economia. Claro que ainda é cedo para comemorar, mas o boletim mostra que pode ser o começo de um avanço do trabalho formal do País”, sugere o especialista. O número representa um aumento de 104.630 vagas formais na saúde suplementar na variação de 12 meses.
O relatório também destaca o fluxo de emprego no setor. Em setembro, a cadeia da saúde suplementar apresentou o saldo positivo de contratações de 11.581 pessoas. A economia como um todo registrou 137.336 novos postos formais de trabalho no mesmo mês.
Na análise por subsetor, o segmento de Prestadores foi o que apresentou maior crescimento, com alta de 3,3% na base comparativa; seguido por Fornecedores e Operadoras, ambos com alta de 2,6%. Na cadeia produtiva da saúde suplementar, o subsetor que mais emprega é o de Prestadores de Serviço (médicos, clínicas, hospitais, laboratórios e estabelecimentos de medicina diagnóstica), respondendo por 2,5 milhões de ocupações, ou 71,6% do total do setor. Já o subsetor de Fornecedores emprega 839,3 mil pessoas, 23,9% do total. As Operadoras e Seguradoras empregam 155 mil pessoas, ou seja, 4,4% da cadeia.
Dados por região
Em setembro de 2018, todas as regiões geográficas apresentaram saldo de contratação positivo na cadeia de saúde suplementar. O Sudeste foi a região que apresentou o maior crescimento de empregos, com saldo positivo de 5.922 vagas seguido pelas regiões Nordeste e Centro-Oeste, com 2.999 e 1.398, respectivamente. Já a região Sul apresentou saldo positivo no fluxo de emprego de 889 e a região Norte registrou saldo positivo de 373 postos formais de trabalho.
Para deixar mais clara a relação entre os empregos gerados pelo setor de saúde suplementar e o conjunto da economia nacional, o IESS criou um indicador de base 100, tendo como ponto de partida o ano de 2009. Em setembro de 2018, o índice para o estoque de empregos da cadeia suplementar foi de 140. O índice do mercado nacional seguiu estável em 110.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

Leave a Reply