This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Cláudio Lottenberg, presidente do Albert Einstein, fala com o ES

By 30 de dezembro de 2014 Mercado

Entrevista realizada em 10/11/2010

Para comemorar nosso crescente número de acessos, nosso novo logo e nosso novo layout, estamos trazendo hoje ao leitores do Empreender Saúde um dos principais líderes na área de saúde no Brasil. Dr. Cláudio Lottenberg, oftalmologista e presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, falou ao Empreender Saúde sobre inovação e empreendedorismo.

Empreender Saúde (ES): Qual a importância da inovação nas organizações de saúde?

Cláudio: A demanda por serviços em saúde aumenta consistentemente graças ao desenvolvimento da tecnologia e como fruto do envelhecimento que amplia o leque de necessidades da população. Com isto eu diria que a inovação caminha junto com a prática da assistência e sua ausência pressupõe falta de compromisso com a qualidade. Inovar é criar formas novas de fazer e eu diria que hoje não é atributo exclusivo dos líderes em saúde, e sim de todos que tem que encontrar formas para resolver o problema de sua comunidade assistida. De outra maneira ficaria muito fácil admitir uma falta de resolutividade simplesmente pela ausência de um determinado recurso. É intrínseco à atividade medica inovar para resolver. Evidentemente que isto se faz sem que se afete a segurança do paciente, principal atributo da qualidade.

ES: Qual é o papel do empreendedor no futuro das organizações de saúde?

Cláudio: Nascer com cabeça focada na resolutividade. Empreender é imaginar, dedidir e fazer. Em saúde existe um certo atraso na capacidade empreendedora e isto ocorre como fruto da própria competencia do profissional médico. Ele é de fato o grande gestor da prática assistencial, o fator mais importante. Entretanto, em sua formação, muito pouco lhe é passado acerca de temas relevantes de sua área e que envolvem noções de economia, sustentabilidade e mesmo liderança. O empreendedor da saúde tem que além de tudo apresentar estes atributos, pois hoje os custos de saúde caminham para cerca de uma porcentagem que em breve representará 20% do Produto Interno Bruto. Isto tem peso, isto exige criatividade e inovação na forma de seu uso. Fundamental saber lidar com isto tão bem quanto com coisas rotineiras que a Medicina exige.

ES: Como se deve estimular os profissionais de saúde para que mais empresas sejam criadas, mesmo ainda dentro das universidades, a fim de criar postos de emprego qualificados e estimular o crescimento econômico da nação ?

Cláudio: Devemos permentemente chamar a atenção dos profissionais da saúde para o fato de que a saúde se engloba dentro de um cenário mais amplo que a simples aptidão para cuidar das pessoas. Saúde ao lado de habitação, alimentação, educação, constitui-se num direito social. Mas todo direito social exige financiamento e os profissionais devem entender que eles são mais que técnicos em assuntos específicos, mas sim pessoas que se inserem dentro de uma sociedade que exige mais expertises que aquelas para as quais eles foram treinados. No momento em que isto ocorre aflora um grau de consciência acerca do todo e o resto é mera consequência de uma Sociedade mais madura.

ES: Em um mercado cada vez mais consolidado, qual será o espaço do Hospital Israelita Albert Einstein, uma vez que sua natureza filantrópica impede/dificulta que o HIAE entre nessa consolidação?

Cláudio: Um equivoco imaginar que uma entidade ou uma organização depende para sua sobrevivência ou para sua vivência participar de um processo de consolidação. Consolidar significa usar melhor os recursos mas em geral sob a ótica da sobrevivência econômica. A sociedade maior não deseja somente modelos sustentáveis economicamente, e em saúde muito menos. A sociedade maior quer em saúde modelos sustentáveis sob a ótica da qualidade e o cidadão nestas horas exige isto. Em nosso caso temos crescido de maneira sustentável em várias frentes e não participamos de nenhuma consolidação. Mas isto não ocorre somente conosco. Existem inúmeros exemplos de instituições de saúde e de todas as áreas que não se consolidaram e que seguem consagradas por atributos. Aqui não se trata de uma corrida por modelos econômicos vitoriosos, mas sim por um modelo de qualidade. Esta é a nossa bandeira.

ES: Qual você acha que é o espaço e qual a importância das PMEs de saúde no mercado brasileiro que se encontra em fase de consolidação no setor de hospitais, operadoras, prestadoras de serviço de TI e imagem e farmacêuticas?

Cláudio: A consolidação é um assunto delicado pois, se por um lado propõe algo de melhor performance financeira, por outro põe em risco os direitos dos usuários. Em tese, a regulação exercida pelas agências deveria ser o grande modulador do sistema, mas não sei se já existe esta  percepção. Sou defensor de independências de atividades em asssuntos em que conflitos possam existir e estes fatos me parecem apresentar riscos de conflito.

ES: Como vocês estimulam o empreendedorismo e a inovação dentro do Hospital Israelita Albert Einstein?

Cláudio: O Einstein nasceu com o compromisso intrínseco com a excelência e com a  qualidade. Sua história é uma história de paradigmas permanentes e de inovações. O primeiro passo foi a própria localização, posto que nossa região, na época da escolha, praticamente não tinha nada. Posteriormente veio a visão de nossos Presidentes que enxergaram na tecnologia e na qualidade mecânicas de diferenciação. O espírito da organização é um espírito de questionamento permanente e nos desafiamos de forma constante. Isto cria todo um ambiente que foca em inovações. Há uma liderança na percepção destes atributos e um padrão de consumidor mais exigente que impõe pressão para que estas inovações aconteçam.

Vitor Asseituno Morais

About Vitor Asseituno Morais

Médico formado pela UNIFESP, concluindo MBA em Finanças pela FGV. Médico atuante em hospitais públicos e privados, e ex-Médico da Força Aérea no ITA. Já trabalhou com investimento anjo e venture capital para early stage no Brasil e nos EUA. Membro Titular da SBIS, do HL7 International, da ISPOR e da Associação Americana de Marketing. Palestrante convidado para eventos como MEDICA, HIMSS, Hospitalar, JPR, SBPC, Campus Party, entre outros.

Leave a Reply