This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Depressão e ansiedade são as maiores causas de busca por consultas de psiquiatria no dr.consulta

By 23 de setembro de 2020 Mercado
Entre os meses de abril e agosto deste ano, foram realizadas, em média, mais de 7 mil consultas mensais

A cada 10 consultas realizadas pelo psiquiatra Bonifácio Rodrigues, integrante do corpo técnico da rede de centros médicos dr.consulta e especialista da Associação Brasileira de Psiquiatria, quatro pacientes apresentam ideações suicidas e entre estes, dois já possuem histórico de tentativas de suicídio. Os números são alarmantes e corroboram a necessidade de trazer à tona o debate sobre a necessidade de acesso a tratamentos para a saúde mental, principalmente no atual contexto em que se encontra a saúde mundial. Especialistas são unânimes em afirmar que a maior parte dos suicídios é prevenível, ou seja, as pessoas com este tipo de pensamento dão sinais de que algo não está bem e que precisam de ajuda. Para Bonifácio Rodrigues, é preciso desmistificar o tema e abrir canais para que as pessoas que estão sofrendo possam buscar tratamento.”É importante falarmos sobre suicídio; muitos acreditam que falar sobre isso é incitar, mas pelo contrário, quanto mais explicarmos, mais as pessoas saberão que existem tratamentos para evitar que aquelas que estão em sofrimento possam se sentir menos deslocadas e passem a procurar ajuda. Isso porque nossa sociedade dita regras de idealismo de perfeição, um estigma de que todos precisam estar bem o tempo todo”, relata ele.

Segundo o especialista, um dos influenciadores do aumento na busca por esse tipo de atendimento tem sido a pandemia. “Isolamento, luto (em razão das vítimas ou por alguma perda em geral), conflitos familiares e violência doméstica estão entre as principais causas que desencadearam esses transtornos recentemente”, complementa.

Um levantamento do banco de dados do dr.consulta mostra que a maior parte dos pacientes, independente da faixa etária, são mulheres. Entre os 25 e os 34 anos, elas são 61,3%, enquanto os homens, 38,6%. Já entre as idades de 35 e 49 anos, o percentual feminino sobe para 63,87%, e o masculino, cai para 35,99%. Acima dos 60 anos, a diferença percentual aparece ainda mais elevada – são 74,83% mulheres e 25,17% homens.

Para cada caso, diferentes tipos de tratamento podem ser aplicados, de acordo com a avaliação médica – podendo incluir, além da psiquiatria, sessões com psicólogo e terapia ocupacional.

“A ciência já comprovou que o cérebro pode ser acometido, assim como outros órgãos, a exemplo do coração. 96% ou mais das vezes, depressão ou outros problemas psiquiátricos decorrem de doenças mentais, que podem ter fator genético, perfil psicológico ou estilo social. Outros 4% são decorrentes de fatores externos, como perda de emprego ou luto. Por isso, é importante que a pessoa tenha consciência de que, quando ela não tiver controle das emoções ou de seus pensamentos, deve procurar um profissional, que irá avaliar as causas e indicar o tratamento adequado”, avalia Rodrigues.

Em média, entre os meses de abril e agosto deste ano, foram mais de 7 mil consultas mensais com psiquiatras da rede, o que dá cerca de 300 atendimentos por dia. Desses, 28% pacientes procuraram o dr.consulta pela primeira vez.

Psicologia

Importante aliada no tratamento de transtornos mentais, a psicologia também faz parte dos atendimentos ofertados pelo dr.consulta. Seja em casos mais brandos ou mais complexos, a terapia, em suas diversas atuações, pode ser um tratamento bastante complementar. Nos últimos meses, a maior procura também ocorre por conta da pandemia, seja por estresse em ficar muito tempo ‘confinado’ dentro de casa ou, muito pelo contrário, pelo medo de sair de casa e ser contaminado, mal também conhecido como síndrome da cabana. Os sintomas mais comuns nos atendimentos psicológicos são problemas de sono, ao trocar o dia pela noite; aumento de exposição à TV, celular e videogame; e aumento do consumo de álcool.

Segundo a Dra. Patricia Manzo de Carvalho, psicóloga do dr.consulta, o acompanhamento psicológico é uma ferramenta de autoconhecimento muito importante e que nos ajuda a lidar com as questões do dia a dia e serve como complemento para diversos tratamentos, principalmente, os psiquiátricos. “Ao contrário do que se possa pensar as emoções negativas, sentimentos de tristeza, ansiedade, raiva e mesmo desânimo, são valiosos porque através deles nos fortalecemos, aprendemos a lidar com as frustações. O atendimento psicológico contribui e muito para a construção de uma vida mais saudável e auxílio a lidar com os problemas e a superar momentos difíceis”, explica a doutora.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.