This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

COAPH Saúde lista 5 tendências da medicina pós-pandemia

By 7 de julho de 2020 Mercado

Especialistas apontam que situações extraordinárias, como a pandemia do coronavírus, se tornam aceleradoras de processos e criam tendências no mercado e na sociedade. De acordo com Dr. Hugo Leandro, emergencista, médico legista e diretor médico da Cooperativa de Atendimento Pré e Hospitalar (COAPH Saúde), é possível perceber na medicina algumas tendências de comportamento, de tecnologia e de relação médico e paciente no contexto pós-pandemia. Confira o que o especialista aponta de mudanças no cenário da medicina nos próximos tempos:

1. Mais informações – Com a pandemia, as pessoas se viram com mais necessidade de orientações por meios mais rápidos como o telefone, o WhatsApp, mensagens de texto, telemedicina etc. “Essas são plataformas que ajudam muito a combater e prevenir doenças por meio da informação. É importante sempre que as informações sejam de fontes confiáveis, oficiais ou recebidas e checadas diretamente com seu médico”, explica Dr. Hugo Leandro, diretor médico da COAPH Saúde.

2. Telemedicina – A telemedicina – que prevê o contato entre médico e paciente por meios virtuais – é eficiente para o acompanhamento de um paciente que o médico já conhece e precisa apenas checar a evolução do seu quadro. O contato físico ainda precisa acontecer na rotina médica, nada o substitui, mas é uma tendência que vem trazer mais praticidade nas consultas em que médico e paciente não podem se encontrar. “A telemedicina permitirá acesso de imagem e voz criptografadas dos dois lados (médico e paciente) para garantir privacidade e segurança das informações. Com isso, será possível ainda que o prontuário médico – com certificação dos órgãos de controle – fique comum entre os profissionais para caso o paciente precise mudar seu médico ou ainda receber um diagnóstico mais preciso. Um médico em uma determinada localidade pode ainda mandar o laudo para colegas a distância que têm especialidade naquela determinada situação e o mesmo devolve com sua opinião, tornando o diagnóstico mais assertivo”, destaca Dr. Hugo Leandro, diretor médico da COAPH Saúde.

3. Tecnologia – A medicina tende a receber cada vez mais apoio da inteligência artificial. A integração de robôs para interagir com o paciente e facilitar a comunicação com o médico à distância deve avançar nos próximos anos. Outra tendência é a utilização de drones para atendimentos de urgência. “Por exemplo, um familiar de um paciente que está tendo uma arritmia ou parada cardíaca poderá acionar o seu serviço de saúde que poderá, por exemplo, enviar rapidamente um drone mais próximo com equipamento desfibrilador externo automático, de fácil manuseio, enquanto a equipe médica não chega”, explica Dr. Hugo Leandro.

4. Home Care e Hóspices  – O Home Care consiste em dar continuidade ao tratamento hospitalar na residência do paciente quando não há mais necessidade de internação. O processo é feito a partir do trabalho de uma equipe multidisciplinar que acompanha o paciente. O atendimento na residência é bom para o paciente que passa a ter mais contato com a família e pode ter até uma recuperação mais rápida, além de reduzir os riscos de infecção hospitalar. “Outra mudança importante é em relação ao cuidado especializado de pacientes que precisam de atenção de profissionais da saúde, mas que não precisam de internação. Haverá o aumento da procura de uma assistência de saúde que seja mais de cuidado do que de tratamento. Por exemplo, hospitais e instituições de saúde fundamentalmente ligados à enfermagem, assistência social e psicologia.  Isso desocupa leitos, abre vagas para quem realmente precisa e evita a exposição a infecções e complicações hospitalares”, completa Hugo.

5.  Avaliação armada – Outra grande tendência é a chamada avaliação armada, quando o paciente pode fazer o uso de alguns equipamentos – como medidor de pressão e de níveis glicêmicos – por ele mesmo com a orientação de profissionais da saúde. O delivery de equipamentos médicos já é uma realidade que tem dado muito certo.

Portal Saúde Business

About Portal Saúde Business

Formar e informar o executivo de saúde é o que fazemos todos os dias. Há mais de 15 anos desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.